Espanha regista queda em número diário de mortes para 268

30 de Abril 2020

Madrid, 30 abr 2020 (Lusa) – Espanha registou, nas últimas 24 horas, 268 mortes devido ao novo coronavírus, uma diminuição em relação às 325 de quarta-feira, havendo até agora um total de 24.543 óbitos, segundo as autoridades sanitárias do país.

Madrid, 30 abr 2020 (Lusa) – Espanha registou, nas últimas 24 horas, 268 mortes devido ao novo coronavírus, uma diminuição em relação às 325 de quarta-feira, havendo até agora um total de 24.543 óbitos, segundo as autoridades sanitárias do país.

De acordo com o Ministério da Saúde espanhol, há 1.309 novos casos positivos, elevando para 213.435 o total de infetados confirmados pelo teste PCR, o mais fiável na deteção do vírus.

Os números diários indicam ainda que, nas últimas 24 horas, há 3.103 pessoas curadas depois de terem contraído a doença, sendo o total de 112.050 desde o início da pandemia.

Espanha é o segundo país com mais mortos com a pandemia por cada milhão de habitantes (519 óbitos), depois da Bélgica (655) e antes da Itália (458), Reino Unido (384) e França (369), numa lista em que os Estados Unidos têm 186 e Portugal 95.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 224 mil mortos e infetou mais de 3,1 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (60.853) e mais casos de infeção confirmados (mais de um milhão).

Seguem-se Itália (27.682 mortos, mais de 203 mil casos), Reino Unido (26.097 mortos, mais de 162 mil casos), Espanha (24.543 mortos, mais de 213 mil casos), França (24.087 mortos, cerca de 169 mil casos).

Lusa/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Expansão do modelo ULS

Fernando Araújo é um dos autores de um artigo publicado na revista “Frontiers in Public Health”, em maio deste ano, que explica a história e perspetiva o futuro do modelo ULS.

Cérebro humano consegue distinguir vozes deepfake de vozes reais

Os nossos cérebros processam vozes naturais e vozes deepfake de forma diferente? Pesquisas realizadas na Universidade de Zurique indicam que sim. Num novo estudo, investigadores identificaram duas regiões cerebrais que respondem de maneira distinta a vozes naturais e a vozes deepfake.

Solidão e problemas de saúde mental estão interligados

Os resultados de um estudo realizado por investigadores da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia (NTNU), da Universidade de Oslo, da UiT Universidade do Ártico da Noruega, da OsloMet, do Hospital Universitário de Oslo e do Hospital Innlandet e publicados na BJPsych Open, mostram que pessoas solitárias têm maior probabilidade de tomar medicação para depressão, psicose e outros distúrbios mentais.

Pressão arterial elevada associada a pior cognição em adolescentes

Adolescentes com pressão arterial elevada e rigidez arterial podem experienciar funções cognitivas mais fracas, de acordo com um estudo recente finlandês realizado por investigadores das universidades de Jyväskylä e de Eastern Finland, ambas na Finlândia.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights