Universidade de Évora impõe uso de máscara a partir de segunda-feira

30 de Abril 2020

Évora, 30 abr 2020 (Lusa) - O uso de máscara vai passar a ser obrigatório, a partir de segunda-feira, nas instalações da Universidade de Évora (UÉ), no âmbito do plano de contingência covid-19 da instituição, foi hoje divulgado.

Évora, 30 abr 2020 (Lusa) – O uso de máscara vai passar a ser obrigatório, a partir de segunda-feira, nas instalações da Universidade de Évora (UÉ), no âmbito do plano de contingência covid-19 da instituição, foi hoje divulgado.

Segundo a academia, a obrigatoriedade do uso de máscara, que abrange os trabalhadores docentes e não docentes e investigadores que regressem ao trabalho presencial, é uma das medidas previstas na fase de recuperação prevista no plano.

O documento determina ainda o “retorno dos estudantes para realização de aulas de recuperação presenciais ou treino específico de competências”, acautelando-se, contudo, “o número máximo de estudantes por grupo”.

As cantinas e bares, refere o plano, também vão poder retomar a sua atividade regular, desde que “se mantenha a redução da ocupação para apenas 1/3 da capacidade disponível”, continuando a privilegiar-se o serviço de ‘take-away’.

A UÉ anunciou ainda que entregou hoje os primeiros computadores portáteis a estudantes da academia com dificuldades económicas, ao abrigo do Fundo de Emergência Covid-19, criado em parceria com o Banco Santander.

Segundo a academia alentejana, a distribuição de computadores portáteis aos estudantes é feita “a título de empréstimo” e tem “o intuito de agilizar o acompanhamento das aulas em regime e-learning”.

“Esta pandemia colocou várias famílias portuguesas em situação de sufoco económico e há vários estudantes da UÉ que não dispõem das condições ideais para continuar o seu processo de aprendizagem à distância”, sublinhou a instituição.

Segundo o ‘site’ da Direção-Geral da Saúde (DGS), no Alentejo, há 218 casos de infeção confirmados e registo de um morto associado à covid-19.

Portugal contabiliza 989 mortos associados à covid-19 em 25.045 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da DGS sobre a pandemia.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 227 mil mortos e infetou quase 3,2 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Lusa/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Papa “passou o dia em repouso”

Advertisement

O Papa Francisco “passou o dia em repouso” após a cirurgia abdominal a que foi submetido na quarta-feira para corrigir uma hérnia e os seus “parâmetros hemodinâmicos e respiratórios estão estáveis”, informou no domingo o gabinete de imprensa do Vaticano.

OMS adverte para risco de surto de cólera na Ucrânia

Advertisement

A técnica oficial do Programa de Emergências Sanitárias da Organização Mundial de Saúde (OMS), Teresa Zakaria, alertou no domingo para o risco de cólera nas zonas afetadas pela destruição da barragem de Kakhovka, na região de Kherson, na Ucrânia.

Urgências e privados vão poder passar baixas

Advertisement

As urgências hospitalares e o setor privado vão poder passar baixas e algumas licenças por cancro poderão ser alargadas para três meses, anunciou hoje o diretor-executivo do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Fim da epidemia do vírus de Marburgo na Guiné Equatorial

Advertisement

A Organização Mundial de Saúde declarou hoje o fim da epidemia do vírus de Marburgo na Guiné Equatorial, registando 12 mortes confirmadas e outra 23 provavelmente devidas à doença, quatro meses após os primeiros casos naquele país da África Central.

Cólera mata 141 pessoas em Moçambique desde setembro

Advertisement

 Uma epidemia de cólera já provocou 141 mortes em Moçambique desde que eclodiu em setembro de 2022, anunciou hoje o Ministério da Saúde do país no boletim dedicado ao acompanhamento da doença.

MAIS LIDAS

Share This