Roche anuncia teste serológico com 100% de sensibilidade

4 de Maio 2020

A farmacêutica suíça Roche apresentou hoje um novo teste serológico com alto grau de sensibilidade e especificidade para a deteção de anticorpos em pessoas que possam ter sido infetadas com o novo coronavírus.

O presidente da empresa, Christoph Franz, destacou, numa conferência de imprensa, a “sensibilidade e especificidade extraordinariamente elevadas” – 100% e 99,81%, respetivamente e o “novo nível qualitativo” que este teste pode trazer aos estudos de medição da imunidade da população ao SARS-CoV-2, o coronavírus que provoca a doença covid-19, e a ajuda à “reabertura não só da economia, mas também da sociedade”.

A importância do novo teste foi também enaltecida pelo ministro alemão da Saúde, Jens Spahn, que o considerou “um passo importante” no combate à pandemia de covid-19. Já em maio estarão disponíveis três milhões de unidades, mas prevê-se o aumento posterior da capacidade de teste para cinco milhões por mês, com o ministro a realçar a visão global que essa dimensão permite ter da disseminação do novo coronavírus na Alemanha.

Jens Spahn assegurou a disponibilização do teste a toda a população a um custo acessível e a definição de casos de cobertura pelo sistema nacional de saúde, vincando que, assim que existirem resultados conclusivos sobre o grau de imunidade após a infeção, este novo teste vai fazer “a diferença” ao nível dos conhecimentos e das medidas a adotar.

A Alemanha, o sexto país com mais casos de covid-19 no mundo, voltou a registar nas últimas 24 horas menos de uma centena de mortes (43), totalizando 6.692, com 163.175 casos registados, segundo dados oficiais.

De acordo com os dados oficiais do Instituto Robert Koch (RKI), foi o terceiro dia consecutivo abaixo da centena de vítimas mortais e o menor aumento diário desde março. O RKI revela ainda que são agora 132.700 as pessoas que recuperaram da covid-19, uma subida de cerca de 2.200 nas últimas 24 horas.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 247 mil mortos e infetou mais de 3,5 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Mais de um milhão de doentes foram considerados curados.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Luís Montenegro: “Concordo com a necessidade de valorizar a carreira dos bombeiros e estamos a trabalhar nisso”

Hoje, no debate sobre o estado da nação, o primeiro-ministro respondeu a Inês Sousa Real que concorda que é necessário valorizar a carreira dos bombeiros, mas o Governo está “a trabalhar nisso”, e garantiu que não está desatento à violência doméstica, tendo já avançado com um despacho para a criação de um grupo de trabalho “transversal” no âmbito do apoio à vítima.

Utentes do Médio Tejo elogiam nova Unidade Local de Saúde

Os utentes da saúde do Médio Tejo (CUMST) elogiaram na terça-feira os resultados obtidos com a nova Unidade Local de Saúde (ULS), que agrega a gestão dos cuidados primários e hospitalares, tendo defendido a divulgação dos dados do primeiro semestre.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights