Mais 50% dos portugueses querem a proibição de animais em espaços fechados

Um inquérito realizado a 8.500 pessoas, no início deste mês, demonstra que os portugueses querem revista a legislação que permite para animais de estimação em espaços fechados

Um inquérito realizado a 8.500 pessoas, no início deste mês, demonstra que os portugueses querem revista a legislação que permite para animais de estimação em espaços fechados. De acordo com a Fixando 50,8% dos inquiridos defende a proibição devido à pandemia.

Entre 3 e 7 de junho a plataforma online Fixando realizou um inquérito a mais de oito mil donos de animais e operadores de hotelaria inscritos na sua plataforma. Os resultados revelam que 40% acredita que os animais de estimação não devem ser permitidos em hotéis, 34,8% defende que estes não devem andar em transportes públicos e 53% não os quer em restaurantes.

No inquérito é revelado ainda que existe uma procura exponencial de hotéis de estimação, sendo que no mês de junho a procura aumentou 1400% na primeira semana de junho. Para Julho, a Fixando diz que a procura deverá rondar os 17%, enquanto Agosto deverá ascender aos 20%, esperando assim uma rutura na oferta para o verão.

A responsável da Fixando para o Desenvolvimento de Negócio garante que “este aumento exponencial na procura significará uma rutura na oferta de hotéis para animais disponíveis nos meses de Verão”
O surto da Covid-19 veio alterar a forma como donos de animais encaram os cuidados no período de férias. Quando questionados onde costumavam deixar os animais durante as férias, 41% respondeu ser em casa de amigos/familiares, 8,2% num hotel para animais, 3% num petsitter, enquanto 41% levará o animal consigo.

O cenário veio alterar-se por causa do novo coronavírus. Este ano 26,7% afirma que levará o animal consigo, 16,2% irá deixá-lo com familiares/amigos, 24,8% irá utilizar o hotel para animais, 7,6% recorrerá a um petsitter e 24,8% não vai de férias este ano.

NR/HN/ Vaishaly Camões

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This