O presidente da Fundação Portuguesa de Cardiologia, Manuel Carrageta, sublinha a importância de promover ações de sensibilização à população sobre a necessidade de garantir os cuidados para a manutenção da saúde do coração. “Os sistemas de saúde, os profissionais de saúde e a população têm vivido tempos muito difíceis e é muito importante continuarmos a promover iniciativas capazes de consciencializar cada vez mais a população para a importância de cuidarmos dos nossos corações.”

Manuel Carregeta explica que “a Covid-19 é responsável por várias complicações graves nos doentes cardiovasculares, como é o caso das miocardites, arritmias, tromboembolismo e enfartes do miocárdio. Sabemos também que estes doentes têm um maior risco de morte no caso de infeção por Covid-19, pelo que a Fundação Portuguesa de Cardiologia quer fazer a diferença e diminuir o impacto desta pandemia neste grupo de risco”.

Para aumentar a consciencialização em torno da temática, a Fundação Portuguesa de Cardiologia vai partilhar ao longo de 15 dias, nas suas redes sociais, um conjunto de vídeos que vão abordar temáticas como a importância da atividade física em seniores e nos jovens, alimentação saudável, hipertensão arterial, suporte básico de vida, entre outros. Alguns destes vídeos, contam com a colaboração da Federação de Ginástica de Portugal e da Federação Portuguesa de Atletismo. Quem também se vai juntar à Fundação Portuguesa de Cardiologia nesta Quinzena do Coração são os chefes de cozinha Justa Nobre e Chakall que darão o seu contributo em vídeo com a partilha de receitas saudáveis.

Advertisements

A Fundação Portuguesa de Cardiologia vai ainda promover um webinar, no dia 29 de setembro, pelas 18h30, dedicado à temática “Doentes cardíacos e Covid-19”.

Ainda no dia 29 de setembro, a Fundação Portuguesa de Cardiologia, em parceria com a Sociedade Portuguesa de Cardiologia e o Município de Peniche, assinalam a efeméride com um conjunto de atividades associadas à promoção da atividade física.

O mote da Quinzena do Coração segue a linha proposta pela World Heart Federation para comemorar a efeméride em 2020. De acordo com esta entidade internacional, vivemos atualmente tempos sem precedentes, nos quais

sistemas de saúde e profissionais de saúde foram desafiados ao limite, sendo agora mais importante do que nunca que a população tenha um papel fundamental e cuide do seu coração e dos seus familiares e amigos, consciencializando todos à sua volta para a importância deste gesto.

PR/HN/Vaishaly Camões

Share This