Alexei Navalny tem alta de hospital na Alemanha

23 de Setembro 2020

O opositor russo Alexei Navalny, hospitalizado desde agosto em Berlim e supostamente envenenado com Novichok, teve alta e a recuperação total é possível, anunciou esta quarta-feira o hospital universitário Charité, na capital alemã.

“O estado de saúde do paciente melhorou tanto que o tratamento médico foi interrompido”, disse o hospital num comunicado.

“Os médicos consideram que uma recuperação total é possível”, referiu a nota, mas médicos sublinham que, no entanto, as possíveis consequências a longo prazo ainda não podem ser avaliadas.

Segundo os membros da equipa de Navalny, vestígios de uma substância química neurotóxica do tipo Novichok foram detetados numa “garrafa de água de plástico normal” recolhida no quarto de hotel em que Alexei Navalny esteve hospedado na cidade siberiana de Omsk, antes passar mal durante um voo da Sibéria para Moscovo, em 20 de agosto.

Nalvalny, grande opositor do Governo do Presidente russo, Vladimir Putin, foi internado num hospital na Sibéria e, posteriormente, transferido para o hospital universitário Charité, na capital alemã.

Um laboratório militar alemão confirmou em 03 de setembro que o opositor russo foi envenenado com um agente neurotóxico do tipo Novichok, uma arma química desenvolvida na antiga União Soviética.

O Governo alemão anunciou que dois outros laboratórios, em França e na Suíça, confirmaram as conclusões dos peritos germânicos. No entanto, a Rússia assegurou que os médicos que trataram Navalny em Omsk não encontraram quaisquer sinais de que tivesse sido envenenado, atribuindo o colapso a problemas metabólicos.

Os primeiros exames realizados na Alemanha já mostravam sinais de envenenamento, pelo que foi solicitada a cooperação de um laboratório especializado do exército alemão, que confirmou as primeiras indicações.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Luís Montenegro: “Concordo com a necessidade de valorizar a carreira dos bombeiros e estamos a trabalhar nisso”

Hoje, no debate sobre o estado da nação, o primeiro-ministro respondeu a Inês Sousa Real que concorda que é necessário valorizar a carreira dos bombeiros, mas o Governo está “a trabalhar nisso”, e garantiu que não está desatento à violência doméstica, tendo já avançado com um despacho para a criação de um grupo de trabalho “transversal” no âmbito do apoio à vítima.

Utentes do Médio Tejo elogiam nova Unidade Local de Saúde

Os utentes da saúde do Médio Tejo (CUMST) elogiaram na terça-feira os resultados obtidos com a nova Unidade Local de Saúde (ULS), que agrega a gestão dos cuidados primários e hospitalares, tendo defendido a divulgação dos dados do primeiro semestre.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights