Susete Simões Membro da candidatura da Lista “Ser APMGF” para os órgãos sociais da APMGF no triénio 2021-23.

SER APMGF: Ser parte da solução

10/22/2020

[xyz-ips snippet=”Excerpto”]

SER APMGF: Ser parte da solução

22/10/2020 | CSP, Opinião

Tal como a grande maioria dos colegas, ouvi falar pela primeira vez da APMGF na receção de internos de MGF do Centro, em janeiro de 2010. Tive a sorte de ter uma Orientadora de Formação muito envolvida na Associação, sendo na altura, Presidente da Delegação de Coimbra. Assim, desde início abracei o ambiente associativo, os seus planos e atividades, com espírito de missão e de esperança na melhoria da nossa Especialidade. Foi, pois, natural integrar a Direção Nacional em 2015, fazendo parte dela até à data.

Contudo, tal como em quase tudo na vida, o entusiasmo e força de vontade iniciais vão esmorecendo, com tantas pedras que se encontram pelo caminho. Um dos lemas que me guia é com certeza bem conhecido de todos vós: “Pedras no caminho? Guardo-as todas. Um dia irei construir um castelo”. Mas, às vezes, a pedras tornam-se demasiado pesadas e a caminhada penosa ou até impossível. Quem não sentiu já isso ao longo dos anos?! A vontade de pousar as pedras e seguir por outro caminho, abraçar outros projetos, ter tempo para outras atividades… torna-se tentador. No entanto, esporadicamente, temos a sorte de encontrar outras pessoas que sentem o mesmo que nós, que defendem o que pensamos e compreendem o que pretendemos e nos ajudam a carregar essas pedras, mantendo o caminho e reacendendo a chama e a energia. E o castelo volta a estar na mira.

Foi isto que senti ao integrar o projeto SER APMGF. Porque não me conheço nesta especialidade sem estar integrada na Associação, mas o caminho que estava a seguir não era aquele que me satisfazia. E em vez de o abandonar, decidi fazer parte daquilo que acredito ser a solução para a nossa Associação.

Somos um grupo de colegas de várias zonas do País, de várias idades, com várias experiências profissionais e associativas, com imensa vontade de dar um rumo diferente à APMGF, sem hierarquias nem ambições políticas. Com eles sinto uma coesão e um espirito de grupo como há muito não sentia.

É, pois, um momento de mudança para a APMGF numa altura em que o Mundo está também tão diferente daquilo que conhecíamos. A prática clinica diária é cada vez mais extenuante e desgastante, com a agravante de termos perdido a gratidão e reconhecimento daqueles que nos procuravam. Nem quem nos contrata e paga o ordenado reconhece o esforço de quem está na linha da frente.

E assim, no meio de toda esta atividade caótica e desmotivante, o que importam as eleições da APMGF? Para quê perder tempo com isto?

Posso concordar que até aqui era irrelevante se os sócios votavam ou não, dado que sempre existiu apenas uma lista: a de continuação. No entanto, pela primeira vez na história da Associação, irão duas listas a eleições (a de continuação e a nossa – SER APMGF). Pela primeira vez, os sócios poderão realmente escolher o futuro da APMGF. Pela primeira vez, a APMGF poderá deixar de estar numa ilha e abrir ou construir novas pontes com os sócios e com outras Associações e Organizações, para melhor lutar pela melhor Especialidade do Mundo, a nossa.

Pela primeira vez, todos nós poderemos ser a solução para a APMGF. Vamos SER APMGF. 

 

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Luís Montenegro: “Concordo com a necessidade de valorizar a carreira dos bombeiros e estamos a trabalhar nisso”

Hoje, no debate sobre o estado da nação, o primeiro-ministro respondeu a Inês Sousa Real que concorda que é necessário valorizar a carreira dos bombeiros, mas o Governo está “a trabalhar nisso”, e garantiu que não está desatento à violência doméstica, tendo já avançado com um despacho para a criação de um grupo de trabalho “transversal” no âmbito do apoio à vítima.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights