A mesma fonte adiantou que, devido a esta situação, “22 alunos daquele estabelecimento de ensino estão confinados”, o que levou à ativação do plano de contingência, sendo o primeiro reportado numa escola de 1.º ciclo na região.

Esta é a quarta situação divulgada em escolas da Madeira em dois dias, depois de sexta-feira, terem sido reportados casos positivos em três escolas do Funchal.

Num comunicado emitido sexta-feira, a Secretaria Regional de Educação, Ciência e Tecnologia indicou que os planos foram ativados nas Escolas Básicas e Secundárias Dr. Ângelo Augusto da Silva (EBSAAS), Gonçalves Zarco (EBSGZ) e Escola Profissional Dr. Francisco Fernandes (EPFF).

“De acordo com os procedimentos previstos nos referidos planos de contingência e com as determinações da autoridade regional de Saúde, um conjunto de 35 alunos, 25 de uma turma da EBSAAS e 10 da EPFF, foram identificados para realização de testes”, informou a mesma nota do Governo Regional.

Também a Câmara do Funchal neste dia anunciou ter ativado o seu plano depois de ter sido informada pelo Instituto de Administração de Saúde da Madeira (IASaúde) de que dois funcionários municipais, um do Departamento Jurídico e Fiscalização e outro das Águas, tinham tidos resultados positivos em testes para covid-19.

Mais tarde, o presidente do Governo da Madeira, Miguel Albuquerque referiu que existiam dois casos de covid-19 sinalizados recentemente na Madeira, em que a origem da contaminação é imprecisa, provocaram já mais 12 infetados.

“Temos 12 pessoas que já testaram positivo, mas é provável que possa aumentar”, disse Miguel Albuquerque, à margem de uma visita ao Centro de Lavagem Elefante Azul, no Funchal.

O chefe do executivo regional apelou à população para não entrar em pânico e sublinhou que a situação não configura ainda um cenário de transmissão comunitária.

“Ainda não podemos chamar isso [transmissão comunitária]. Vamos fazer a avaliação. Mas é normal. Com a subida exponencial do número de infetados e estando a Madeira aberta ao exterior, é normal”, realçou.

Sexta-feira, o IASaúde reportou na Madeira 13 novos casos positivos de covid-19 e um total de 172 infeções ativas, ascendendo a 440 o número de situações confirmadas nesta região desde o início da pandemia.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 45,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.507 pessoas dos 141.279 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LUSA/HN

Share This