11/11/2020 | Covid 19, Nacional, Notícias

Politécnico de Portalegre lança programa de apoio a estudantes em isolamento

O Instituto Politécnico de Portalegre (IPP) lançou um programa de apoio a estudantes em isolamento devido à pandemia da Covid-19, iniciativa que conta com uma bolsa de cerca de 50 voluntários daquela comunidade estudantil, foi esta quarta-feira divulgado.

O programa “Estamos Juntos” foi lançado na terça-feira para apoiar os estudantes oriundos de outras zonas do país que estudam naquela cidade alentejana, devendo permanecer em confinamento por suspeita ou confirmação da infeção.

“Há muitos alunos deslocados em Portalegre, que não têm família e, depois, trata-se de uma doença ´especial`, em que as pessoas vão ter de estar 15 dias em casa, sem poder sair à rua e há necessidades que certamente vão surgir”, explicou à agência Lusa Isabel Mourato, do Gabinete de Avaliação e Qualidade do IPP.

A compra de medicamentos, mercearias ou o auxílio na resolução de determinados assuntos na escola são algumas das tarefas que os voluntários vão desempenhar.

A responsável, que acredita que o programa vai contar com uma “grande adesão”, não avança, no entanto, com uma estimativa quanto ao número de pedidos que esta iniciativa poderá vir a receber nos próximos dias.

“Não faço ideia [número de pedidos de ajuda], não sabemos quantas pessoas vão ficar isoladas. Neste momento, temos duas pessoas que sabemos que vão precisar, chegou o pedido hoje”, disse.

“A ideia é sempre que um aluno que está isolado da família, que está em Portalegre sozinho e que precisa de ajuda em várias tarefas, os nossos voluntários colaborem nesse sentido”, acrescentou.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 1.263.890 mortos em mais de 50,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.021 pessoas dos 187.237 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This