União Europeia apoia Angola com 20 milhões de euros

28 de Dezembro 2020

O Governo de Angola recebeu esta segunda-feira uma doação de 20 milhões de euros da União Europeia (UE) para apoiar a resposta do país à recuperação e a diversificação da economia.

De acordo com a agência de notícias angolana, Angop, a doação, várias vezes anunciada nos últimos meses, será a partir de agora disponibilizada para ser aplicada nos próximos 36 meses, ao abrigo de um protocolo assinado pelo ministro angolano da Economia e Planeamento, Sérgio Santos, e a embaixadora e chefe da delegação da UE em Angola, Jeannette Seppen.

A doação é feita ao abrigo da modalidade de apoio orçamental, devendo cobrir projetos para reconversão da economia e transportes informais, sendo que parte do financiamento servirá para melhorar as condições nos setores do ensino superior e formação técnica profissional, comércio e agricultura.

Em setembro, as duas partes anunciaram num comunicado emitido após o 5.º encontro ministerial entre Angola e UE, que tencionam realizar, no primeiro semestre de 2021, um “evento de negócios de alto nível”, pretendendo juntar empresários e autoridades para “discutir melhorias no comércio e investimento”.

No comunicado, as duas partes demonstraram também as suas intenções em “iniciar diálogos exploratórios sobre um acordo de investimento entre UE e Angola”, apoiado no Acordo de Parceria Económica entre a organização europeia e os Estados-membros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC, em inglês).

Os representantes dos dois lados mostraram-se interessados em trabalhar para a paz e a segurança, tendo os representantes da UE elogiado “o importante papel de Angola” na SADC, na Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), na Conferência Internacional dos Grandes Lagos e pela cooperação no Golfo da Guiné.

Durante a reunião, a UE anunciou que está a ser preparado um pacote de até 20 milhões de euros para apoiar a resposta socioeconómica à pandemia de covid-19 no país, incluindo a formalização económica, depois de este ter sido anunciado, em julho, pelo então embaixador da UE em Angola, Tomas Ulciny.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Doenças digestivas mais comuns

Um sistema digestivo equilibrado contribui para a absorção adequada dos nutrientes e o bom funcionamento do organismo.

Vila Nova de Gaia será palco da 18.ª Reunião do Núcleo de Estudos de Diabetes Mellitus da SPMI

Nos dias 25 e 26 de outubro, a cidade de Vila Nova de Gaia será palco da 18.ª Reunião do Núcleo de Estudos de Diabetes Mellitus (NEDM), organizada pela equipa de Gaia e presidida por Pedro Caiano Gil, um dos elementos dinamizadores do NEDM. Esta edição marca uma mudança significativa na organização, afastando-se da alçada direta do secretariado, como tem sido habitual nos últimos anos.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights