Canadá disponibiliza mais de 11 milhões de euros para projetos de saúde em Moçambique

5 de Janeiro 2021

O Governo do Canadá disponibilizou mais de 14 milhões de dólares (11 milhões de euros) para a operacionalização de projetos de saúde maternoinfantil, visando reduzir a mortalidade em Moçambique, anunciou a embaixada.

O maior objetivo do projeto do Canadá é a redução da mortalidade de crianças menores de cinco anos, disse a representante da embaixada do Canadá em Moçambique, Lídia Mondlane, citada hoje pelo diário Notícias.

A representante falava durante a inauguração de um centro de saúde no distrito de Zavala, província de Inhambane, no sul do país.

O centro de saúde, financiado pelo Canadá, faz parte de um projeto de cinco anos, iniciado em 2016, que inclui a construção de infraestruturas de saúde, prevendo-se que abranja cerca de 200 mil pessoas de 20 comunidades.

O projeto para redução da mortalidade infantil inclui também a “formação de profissionais de saúde e sensibilização das mulheres para que recorram aos hospitais em momentos de partos”, explicou Lídia Mondlane.

Moçambique reduziu a mortalidade infantil em dois terços nas últimas duas décadas, segundo as Nações Unidas, que destacam o país como dos que mais progressos alcançaram na África subsaariana.

Segundo as novas estatísticas, divulgadas pelas Nações Unidas em setembro de 2019, entre 1990 e 2018, Moçambique registou uma taxa média anual de redução da mortalidade em crianças com menos de 5 anos de 4,3 por cento.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Limitações nas urgências por região

A Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde divulgou hoje um novo plano de reorganização das urgências, que indica que 39 pontos vão funcionar com limitações nalgumas especialidades entre os dias 03 e 09 de dezembro.

Greve dos pilotos de helicópteros do INEM regista 83% de adesão

A greve dos pilotos de helicópteros do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) registou 83% de adesão disse hoje o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC), sublinhando que os serviços mínimos decretados não foram plenamente cumpridos.

Cabo Verde quer comunidades a liderar luta contra a Sida

Cabo Verde quer reforçar a prevenção, diagnóstico, comunicação e informação e ter as comunidades a liderar a luta contra o VIH-Sida, cuja taxa de prevalência mantêm-se nos 0,6%, com média de 400 casos anuais, disseram hoje fontes oficiais

Lançado hoje 1º episódio da série documental: “SIDA 4.0 Os anos do medo, da discriminação, do estigma e da inovação

Temas como o Aparecimento do Vírus, o Estigma e a Discriminação; O Peso das Drogas na Sociedade Portuguesa; VIH-2 e a Cooperação com os PALOP; PrEP – A Revolução na Prevenção e Para Quando a Cura, vão ser analisados por diferentes intervenientes, tendo em atenção os 40 anos sobre a infeção VIH e a Sida e das mudanças que ela trouxe à sociedade em geral e aos portugueses em particular.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights