11/01/2021 | Consultório

Eritema da fralda: o que fazer?

Rute Horta
Farmacêutica; coordenadora do Departamento de Serviços Farmacêuticos da Associação Nacional das Farmácias (ANF)

Rute Horta
Farmacêutica; coordenadora do Departamento de Serviços Farmacêuticos da Associação Nacional das Farmácias (ANF)

Eritema da fralda: o que fazer?

11/01/2021 | Consultório

A pele do bebé é mais fina e frágil e, por isso, muitas vezes sofre com o aparecimento de manchas avermelhadas e pequenas borbulhas, em particular na zona da fralda.

Geralmente, estes são os primeiros sinais da dermatite da fralda, mais conhecida como “rabinho assado”.

Nestes momentos, a muda da fralda pode ser dolorosa e o problema, embora passageiro, pode agravar-se se não for correctamente tratado.

Por isso é que a prevenção se torna tão importante. O primeiro passo é mudar a fralda com frequência e lavar sempre o rabinho do bebé com água tépida.

Evite usar toalhetes que contenham álcool ou perfume e esqueça o pó de talco. Prefira toalhetes apropriados ou uma compressa com água morna. Limpe a pele com a ajuda de uma toalha macia, com toques suaves, dando especial atenção às pregas.

Para reforçar a protecção, use um creme ou pomada apropriado. E lave sempre as mãos depois da muda da fralda, de modo a evitar que as bactérias ou fungos passem para outras zonas do corpo.

Por último, deixe a pele do bebé respirar, deixando-o sem fralda sempre que for possível. Estes cuidados são eficazes tanto na prevenção como no alívio da inflamação.

A dermatite deve melhorar e desaparecer após alguns dias. Se os sintomas se agravarem ou se a inflamação passar para outras zonas do corpo, o melhor é levar o bebé ao pediatra.

Em caso de dúvida, lembre-se: fale com o seu farmacêutico.

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This