06/02/2021 | Covid 19, Mundo, Notícias

Equador passa barreira dos 15 mil mortos

O Equador, um dos países mais afetados pela pandemia do coronavírus, ultrapassou hoje a barreira das 15 mil vítimas mortais atribuídas a covid-19, anunciou o Governo local.

Segundo o último balanço oficial, o Equador conta com 15.004 mortos, ou seja 86 por cada 100 mil habitantes, e regista 257.115 pessoas infetadas (1.477 por cada 100 mil).

O primeiro caso foi registado há quase um ano (29 de fevereiro de 2020) em Guayaquil, no sudoeste deste país que tem 17,4 milhões de habitantes. Esta localidade foi considerada na altura o epicentro da pandemia.

Rapidamente o setor hospitalar ficou em sobrecarga e os corpos acumularam-se nas habitações e nas ruas, no auge da pandemia em abril e maio.

O Equador lançou a campanha de vacinação há duas semanas, com o primeiro lote de 8.000 doses da aliança farmacêutica Pfizer/BioNTech a ser canalizada para os profissionais de saúde e idosos que se encontram em lares.

As medidas de restrição da deslocação foram aliviadas, apesar do aumento de casos após nas festividades de final de ano.

As eleições gerais marcadas para domingo foram mantidas para nomear um novo presidente e os 137 deputados do parlamento equatoriano.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.299.637 mortos resultantes de mais de 105 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 13.954 pessoas dos 761.906 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This