Este é o maior número de infeções diárias detetadas na Rússia desde o início de março.

Segundo estatísticas oficiais, as infeções registadas na capital russa, principal foco da pandemia neste país, também continuam a aumentar.

No último dia, em Moscovo registaram-se 5.245 casos de coronavírus, o maior número de positivos registados em seis meses.

Com o último balanço das autoridades, o número de infeções confirmadas desde o início da pandemia na Rússia cifra-se em 5.167.949 de casos.

No último dia no país morreram 383 pessoas vítimas de covid-19, o que elevou o número de mortes por doenças infecciosas para 125.278.

Na quarta-feira, a Câmara Municipal de Moscovo anunciou o endurecimento do controlo das medidas sanitárias para conter a disseminação da covid-19 devido ao agravamento da situação epidémica na cidade.

O autarca da capital russa, Sergei Sobianin, disse que nos próximos dias vários hospitais serão abertos para receber pacientes com covid-19 e que atualmente há cerca de 10.000 pessoas internadas com coronavírus.

O autarca descartou um novo confinamento na cidade ou o fecho de estabelecimentos de lazer, mas pediu a que se cumpram “estritamente” as normas sanitárias.

LUSA/HN

Share This