Bolsonaro multado por não usar máscara em desfile de motociclistas

13 de Junho 2021

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, foi multado hoje em 552 reais (cerca de 89 euros) por estar sem máscara de proteção contra a covid-19 quando participava num desfile de motociclistas no estado de São Paulo.

Milhares de motociclistas participaram no desfile “Acelere por Cristo”, liderado por Jair Bolsonaro, que usou um capacete, mas sem a máscara de proteção individual, violando as regras de controlo da pandemia do Estado de São Paulo, adianta a agência France-Presse.

Autoridades estaduais referiram que multaram Bolsonaro, o seu filho Eduardo e o ministro das Infraestruturas, Tarcísio Gomes de Freitas, em 552 reais (cerca de 89 euros) por não terem usado máscara e desrespeitado as medidas de distanciamento social durante o evento.

O Presidente do Brasil, que anunciou comícios em todo o país antes das eleições presidenciais do próximo ano, ignorou os avisos do governador de São Paulo, João Doria, que garantiu que o chefe de Estado seria multado se não cumprisse as regras estaduais.

Dirigindo-se a uma multidão de apoiantes, Jair Bolsonaro contestou, novamente, o uso da máscara, alegando que quem já está vacinado contra a covid-19 não deveria utilizar este equipamento de proteção individual.

“É impossível para uma pessoa vacinada transmitir o vírus”, afirmou o Presidente brasileiro.

O Brasil, com 212 milhões de habitantes e que, segundo especialistas, se aproxima de uma terceira vaga da doença, é um dos três países mais afetados pela pandemia em todo o mundo, juntamente com os Estados Unidos da América e com a Índia.

A nível nacional, São Paulo continua a ser o foco interno da pandemia, concentrando 3.428.356 diagnósticos positivos de SARS-CoV-2 e 117.344 vítimas mortais.

Desde o início da pandemia, o país registou 484.235 mortos e 17.296.118 casos infeções pelo novo coronavírus, segundo dados do Ministério da Saúde brasileiro.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Inquérito: Médicos Internos querem reforço dos apoios institucionais à produção científica e formação contínua

A maioria dos médicos internos inquiridos encontra-se satisfeito com o internato médico, mais concretamente com a especialidade em si (pontuação de 4.11/5) e com o orientador de formação e/ou responsáveis de formação (pontuação de 4.12/5). A satisfação com o serviço de formação, embora ainda seja positiva, é mais reduzida (pontuação de 3.63/5)

Coimbra procura voluntários para fazer companhia e dar apoio a idosos

A Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Coimbra está à procura de voluntários para fazer companhia e dar apoio a idosos da Baixa da cidade, revelou hoje a coordenadora do projeto comunitário de solidariedade social “Sim à Vida”.

Prof. Tiago Torres: Dermatite atópica afeta até 15% das crianças e entre 7 a 10% dos adultos

A incidência da dermatite atópica tem vindo a aumentar nos países desenvolvidos. De acordo com o Prof. Doutor Tiago Torres, dermatologista no Centro Hospitalar Universitário de Santo António, no Porto, e professor no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto, «a presença de certos genes predispõem ao desenvolvimento da doença. E há depois um conjunto de fatores ambientais que podem levar ao seu aparecimento».

Prémio CNS: Ideias que melhorem o estado de saúde dos doentes neurodegenerativos

O Campus Neurológico (CNS) abriu as candidaturas para a edição de 2023 do Prémio CNS, destacando projetos com o potencial de transformar o mundo através de ideias e iniciativas. Pelo 6.º ano consecutivo este prémio visa estimular na população em geral a criação de iniciativas, projetos e trabalhos que visem melhorar a qualidade de vida de pessoas com doenças neurodegenerativas (Doença de Alzheimer, Doença de Parkinson, entre outras) ou contribuir para a promoção da saúde na população adulta.

MAIS LIDAS

Share This