Ordem dos Enfermeiros nos Açores “reforça” participação na “Operação Periferia”

A Ordem dos Enfermeiros nos Açores “vai reforçar a sua participação” na “Operação Periferia”, lançada pelo Governo Regional para a vacinação em massa nas Flores, São Jorge, Graciosa, Pico e Santa Maria, ilhas sem hospital, destacando “mais profissionais”.

A informação é avançada hoje num comunicado, no qual o presidente da Secção Regional dos Açores da Ordem dos Enfermeiros, Pedro Soares, adianta que, “nas próximas duas semanas”, vão ser enviados enfermeiros para aquelas ilhas, onde irão colaborar com “as equipas de enfermagem das diferentes unidades” de saúde.

Pedro Soares sublinha a importância das equipas de enfermagem das diferentes unidades que são “responsáveis pelo sucesso até ao momento de toda a operação [Periferia]”, cuja “primeira fase da vacinação nas ilhas sem hospital revelou-se extremamente positiva, com uma boa adesão da população”.

Enquanto decorre a segunda fase da vacinação em massa das ilhas sem hospital da região, o responsável realça que os profissionais de enfermagem participaram “em todas as ilhas ativamente, com equipas dedicadas que desenvolveram o seu trabalho nas diversas áreas, apoiando assim as equipas das diferentes Unidades de Saúde de Ilha, assim como a equipa de militares presente”.

No que diz respeito à segunda fase da operação, Pedro Soares refere, no comunicado, que “para a administração da segunda dose, a Ordem dos Enfermeiros está de igual modo a colaborar com as equipas no terreno, tendo já realizado a primeira missão na ilha de Santa Maria”.

“Nesta ilha, colaborámos a nível da inoculação das vacinas e da vigilância do recobro, tendo elementos dedicados a situações de emergência. No total, cinco profissionais de enfermagem deslocados de várias ilhas vestiram literalmente a camisola da Ordem dos Enfermeiros para permitir que fosse possível administrar quase duas mil vacinas em dois dias”, explica.

Na quarta-feira, a Secretaria Regional da Saúde e Desporto informou que a ilha de Santa Maria tem “mais de 80%” da população imunizada contra a Covid-19, tendo decorrido no passado fim de semana a segunda fase da “Operação Periferia”.

Nesta etapa foram inoculadas mais 1.955 pessoas.

“O processo de vacinação decorreu de forma célere, com uma capacidade de 150 inoculações/hora pela equipa da Unidade de Saúde da Ilha de Santa Maria, com o apoio de cinco enfermeiros da Ordem dos Enfermeiros”, adiantava a nota, acrescentando que a operação contou ainda com o “apoio de dois médicos, reformados, que se voluntariaram para apoiar o processo, a PSP, Exército, Bombeiros Voluntários, Câmara Municipal de Vila do Porto, Juntas de Freguesia e entidades privadas”.

A mais pequena ilha açoriana, o Corvo, já tinha sido alvo de um processo de vacinação em fevereiro e março, que permitiu inocular 89% da população vacinável, segundo os dados da Autoridade de Saúde.

Sobre “a menor adesão da população da ilha das Flores a este processo de vacinação”, o presidente da Ordem dos Enfermeiros nos Açores refere que “preocupa neste caso a mais reduzida adesão da população à vacinação, uma vez que, a continuar assim, dificilmente atingirão a imunidade de grupo que atualmente é defendida nos 80% de população vacinada”.

“Para já, a Ilha das Flores conta apenas com cerca de 65%”, indica o comunicado da Ordem dos Enfermeiros nos Açores.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share This