Linde Saúde inaugura Centro para seguimento de doentes em tratamento para distúrbios respiratórios do sono

16 de Agosto 2021

A Linde Saúde inaugurou uma nova unidade de acompanhamento de doentes com distúrbios respiratórios do sono. O novo Centro, em Oeiras, surge com o objetivo de oferecer cuidados respiratórios de proximidade e máxima conveniência para o doente.

Este é um serviço complementar à terapia de sono fornecida pelo programa LISA® (Leading Independent Sleep Aide), que permite aos doentes um acompanhamento realizado por profissionais de saúde especializados na terapêutica com ventilação, segundo o comunicado de imprensa.

“A Linde Saúde está envolvida no diagnóstico, tratamento e acompanhamento de doentes afetados por distúrbios respiratórios do sono há mais de 30 anos. Durante estas três décadas tentámos sempre adaptar-nos às necessidades dos nossos doentes e foi a pensar neles que decidimos abrir esta nova unidade, que permite um acompanhamento da terapia para as pessoas com uma vida ativa e que necessitem de um acompanhamento flexível. Esta nova localização permite abranger uma área populosa da região da Grande Lisboa, permitindo um acesso facilitado aos cuidados assistenciais da Linde Saúde”, afirmou João Tiago Pereira, Senior Product and Business Development Manager da Linde Saúde, citado no comunicado.

O Centro Linde Saúde está adaptado ao contexto atual da Covid-19 e permite assegurar a prestação de cuidados de proximidade com o mesmo nível de qualidade assistencial dos cuidados domiciliários, diz a Linde Saúde.

Esta nova unidade de apoio disponibiliza os seguintes serviços: inícios de terapia com CPAP e Auto-CPAP; seguimento da terapia de CPAP e Auto-CPAP; resolução de problemas técnicos; leituras de cartão com envio por correio eletrónico.

Os serviços necessitam de agendamento prévio através do número verde 800 220 022 ou do formulário no website da Linde Saúde.

Os Centros de Lisboa e do Porto contam com mais de 3.000 serviços realizados desde o início do ano.

PR/HN/Rita Antunes

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Guadalupe Simões: Quantidade de atos “não se traduz em acompanhamento com a qualidade e segurança que qualquer pessoa deverá exigir”

Esta sexta-feira, Guadalupe Simões, dirigente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, criticou a escolha do Governo de pagar pela quantidade de atos. “Quando o Governo diz que dá incentivos ou que dá suplementos financeiros se fizerem mais intervenções cirúrgicas, se tiverem mais doentes nas listas, se operarem mais doentes no âmbito dos programas do SIGIC, se, se, se, está sempre a falar de quantidade de atos, que não se traduz em acompanhamento das pessoas com a qualidade e segurança que qualquer pessoa deverá exigir”, explicou ao HealthNews.

Guadalupe Simões: “Reunião apenas serviu para o Ministério da Saúde promover essa chantagem tentando que nós suspendêssemos a greve”

A reunião entre o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) e o Ministério da Saúde “correu muito mal”. Na quinta-feira, “o Ministério da Saúde procurou chantagear o sindicato dizendo que só negociava se a greve fosse suspensa”, contou ao HealthNews Guadalupe Simões, dirigente do SEP, que, por esse motivo, pelos enfermeiros, pelos doentes e pelo SNS, espera que haja uma forte adesão à greve nacional de 2 de agosto.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights