As duas mortes são de moçambicanos com 70 e 73 anos.

O número de novos casos desceu e ficou abaixo dos 100, no mesmo dia em que o número de testes também desceu para menos de mil, totalizando 705 – a amostra foi mais pequena, mas não impediu a positividade de também cair para 7,4%.

O boletim registou ainda 786 casos recuperados da doença.

As autoridades moçambicanas assinalaram hoje haver um claro contraste com a situação que se viveu nos primeiros 13 dias de agosto.

Até agora, no mês de setembro, “houve 2.943 novos casos e 107 internamentos, contra 15.385 infeções e 649 pessoas hospitalizadas em igual período do mês de agosto”, reduções da ordem dos 80%, destacam.

Moçambique tem um total acumulado de 1.894 mortes e 149.259 casos de covid-19, dos quais 95% recuperados da doença e 63 internados.

A covid-19 provocou pelo menos 4.627.854 mortes em todo o mundo, entre mais de 224,56 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

LUSA/HN

Share This