16/10/2021 | Ambiente, Lusa, Nacional, Notícias

Emissão de óxido de azoto em Estarreja não colocou em causa saúde humana

A Câmara de Estarreja informou que a emissão pontual de óxido de azoto ocorrida ontem de manhã na Bondalti não colocou em causa a saúde humana, o ambiente ou a segurança das operações industriais.

De acordo com esclarecimentos prestados pela empresa a esta autarquia do distrito de Aveiro, a libertação de gases ficou a dever-se a uma “interrupção brusca” de energia elétrica que levou ao encerramento da fábrica de ácido nítrico do complexo de Estarreja.

“A paragem súbita origina uma baixa de rendimento do sistema de tratamento de gases e uma emissão pontual de óxidos de azoto. Esta é uma limitação até das melhores tecnologias existentes, que é o caso da existente na Bondalti em Estarreja, não sendo possível evitar esta situação”, refere uma informação do serviço municipal de proteção civil.

Apesar de haver durante alguns minutos uma emissão destes poluentes, com “forte impacto visual”, a autarquia assegura que isso “não constitui qualquer risco para a saúde da população, ambiente, nem para a segurança das instalações”.

A mesma nota refere ainda que a Bondalti está em contacto com as autoridades, prestando todos os esclarecimentos e colaboração, e informa que o normal funcionamento desta unidade já foi restabelecido.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share This