Segundo a autarquia presidida por Luís Tadeu, o prolongamento dos apoios aos arrendatários/mutuários “destina-se a todos os que se haviam anteriormente candidatado ao programa ‘Gouveia Investe IV’, não carecendo de nova inscrição”.

No âmbito da medida autárquica, “também se aceitam novas candidaturas que deverão ser concretizadas até ao dia 10 de novembro de 2021”.

“O referido programa surge na sequência do Gouveia Investe I, do Gouveia Investe II, do Gouveia Investe III e do Gouveia Investe IV, dos quais beneficiaram diversas empresas na modalidade de apoio ao arrendamento e no âmbito do apoio aos mutuários de créditos, referentes a imóveis destinados ao exercício de qualquer atividade de comércio, serviços ou indústria no concelho”, refere o município, em comunicado.

De acordo com a fonte, os empresários do concelho de Gouveia, no distrito da Guarda, poderão “beneficiar de 50% do valor da renda mensal/prestação de crédito a pagar, com o limite de 300 euros, relativos aos meses de novembro e dezembro de 2021, aprovados no âmbito do ‘Gouveia Investe’ II, III e IV ou através de nova candidatura”.

A iniciativa autárquica “Gouveia Investe” foi lançada em maio de 2020 e prevê medidas para “continuar a apoiar as empresas e os empresários do concelho de forma a combater os efeitos da pandemia na economia local, em complemento com os apoios prestados pelo Estado”.

Segundo a autarquia, não se podem candidatar ao apoio instituições bancárias, superfícies comerciais com dimensão acima de 700 m2, entidades que desenvolvam atividades económicas em imóveis do município de Gouveia ou beneficiários do “Projeto Gouveia Empreende”, na modalidade apoio ao investimento e empreendedorismo.

Os beneficiários do apoio municipal devem manter a respetiva atividade, sede fiscal e postos de trabalho existentes na data da atribuição do mesmo, até ao dia 30 de junho de 2022.

Os arrendatários e mutuários podem apresentar as candidaturas ao “Gouveia Investe V” via ‘online’ (preenchendo o formulário e entregando os documentos por via eletrónica, Aqui) ou pela via presencial (fazendo o ‘download’ do formulário Aqui ou levantando-o no Balcão Único do Município de Gouveia e entregando-o preenchido no mesmo serviço).

A Covid-19 provocou pelo menos cinco milhões de mortes em todo o mundo, entre mais de 246,62 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.167 pessoas e foram contabilizados 1.091.142 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

LUSA/HN

Share This