Agressor com faca num comboio na Alemanha revela transtorno mental

7 de Novembro 2021

O homem suspeito de agredir várias pessoas com uma faca num comboio na Alemanha no passado sábado evidencia sinais de transtorno mental, revelou este domingo o promotor público, responsável pelo caso.

Um especialista que observou o detido determinou que este sofre de esquizofrenia paranoica e, portanto, a sua responsabilidade criminal é reduzida, disse o promotor Gerhard Neuhof numa conferência de imprensa conjunta com a polícia.

O suspeito, um homem de 27 anos de nacionalidade síria, foi internado num hospital psiquiátrico e enfrenta a acusação de tentativa de homicídio, disse Neuhof, que falava em Neumarkt (sul da Alemanha), perto do local onde o incidente ocorreu.

Por seu turno, o vice-presidente da Direção da Polícia de Oberpfalz, Thomas Schöninger, elevou para quatro o número de feridos no atentado, ocorrido a bordo de um comboio de alta velocidade que circulava entre Passau (sul) e Hamburgo (norte).

Segundo Schöninger, tudo indica que as vítimas do ataque foram escolhidas “arbitrariamente”.

São quatro homens entre 26 e 60 anos, um dos quais está em estado grave após ter sofrido um grave ferimento na cabeça, embora a sua vida não esteja em perigo. Os restantes sofreram cortes e feridas de punção.

“Não há indicação de um contexto islâmico ou terrorista, nem as investigações, interrogatórios e buscas que realizámos indicam qualquer premeditação ou preparação”, acrescentou Sabine Nagel, diretora da polícia criminal de Oberpfalz.

Nagel especificou que o suspeito residia na Alemanha desde 2014 e tinha estatuto de refugiado, observando que na véspera do ataque ele havia perdido o emprego na cidade de Passau.

O procurador encarregado do caso explicou que o detido admitiu os factos e alega que se sentiu perseguido e que se considerou “ameaçado” pelo primeiro homem que atacou, que julgava querer matá-lo.

Testemunhas do ataque citadas pelo canal televisivo privado NTV relataram que o suspeito tinha mostrado um comportamento conspícuo antes do ataque, gritando e pedindo ajuda, o que corrobora a hipótese de transtorno mental.

O ataque ocorreu na manhã de sábado passado, perto da cidade de Seubesdorf, no Estado alemão da Baviera.

Pouco antes das 9:00 locais, a Polícia recebeu várias ligações alertando sobre o ataque. Os agentes policiais detiveram o agressor numa das casas de banho do comboio, onde se tentou se esconder, sem ter oferecido resistência.

No seu bolso, foi encontrada a suposta arma do crime, um canivete com cerca de sete centímetros de comprimento.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Luís Meira diz que Força Aérea não tinha meios para ajudar INEM

O presidente demissionário do INEM revelou hoje que quando o instituto foi forçado a reduzir o serviço de helicópteros durante a noite, no início do ano, contactou a Força Aérea, que disse não ter meios para poder garantir a resposta necessária.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights