EUA oferecem ajuda ao Canadá para acabar com bloqueios nas fronteiras

Os Estados Unidos ofereceram ajuda ao Canadá para acabar com o bloqueio das passagens na fronteira por manifestantes que se opõem às restrições sanitárias impostas devido à Covid-19, noticiou a imprensa canadiana.

A emissora pública do Canadá, CBC, referiu na quinta-feira que a Casa Branca e o Departamento de Segurança Interna norte-americano disponibilizaram recursos para acabar com os bloqueios das passagens de fronteira, devido aos danos que estão a causar à economia.

Fontes da Casa Branca, citadas pela CBC, indicaram que responsáveis norte-americanos falaram com homólogos canadianos para tentar resolver a crise, que já causou uma redução na produção de automóveis.

A intervenção da administração de Joe Biden ocorreu no mesmo dia em que a governadora do Michigan, a democrata Gretchen Whitmer, pediu ao Canadá a reabertura do tráfego na ponte Ambassador, devido aos prejuízos económicos que está a causar ao estado norte-americano.

Num comunicado, Whitmer sublinhou que a paralisação do tráfego naquela passagem está a ter “um impacto significativo” para os trabalhadores do Michigan e que os setores automóvel, industrial e agrícola “estão a sentir os efeitos”.

A ponte Ambassador liga a cidade de Windsor, no Canadá, e Detroit, a maior cidade do estado norte-americano do Michigan (centro-oeste) e é a travessia terrestre mais importante entre os dois países.

Por esta ligação circulam diariamente cerca de 400 milhões de dólares (351 milhões de euros) em mercadorias, um terço do comércio entre os dois países e dezenas de milhares de pessoas.

Do lado do Canadá, grupos de camionistas críticos das restrições sanitárias do primeiro-ministro, Justin Trudeau, estão a bloquear o acesso à ponte há quatro dias, causando sérios problemas de abastecimento a vários setores, incluindo a indústria automóvel.

Dois outros postos fronteiriços estão a ser bloqueados por grupos de camionistas e agricultores.

Na província de Alberta, no oeste do Canadá, há quase duas semanas que camionistas bloqueiam intermitentemente a passagem de fronteira de Coutts, vital para o transporte de gado e produtos de pecuária.

Na quinta-feira, camionistas e agricultores em Manitoba, no centro do Canadá, iniciaram ações semelhantes na passagem de fronteira de Emerson.

Mais de 400 camiões estão a ocupar o centro de Otava, num protesto que começou em 29 de janeiro.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This