11/02/2022 | Lusa, Nacional, Notícias, Política

Rui Moreira sugere criação de rede de desfibrilhadores em espaços públicos do Porto

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, sugeriu hoje que o Hospital de São João, o INEM e outras entidades reunissem esforços na criação de uma rede de desfibrilhadores, a serem implementados em espaços públicos da cidade.

Considerando que a capacidade de desfibrilhadores automáticos externos é “insuficiente”, o autarca independente apelou hoje, durante a apresentação do projeto do heliporto no Hospital de São João, que se reunissem esforços num “trabalho conjunto para o espaço público dispor de desfibrilhadores”.

Na sessão, que contou com a presença de membros do conselho de administração do Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ), do INEM, da Ordem dos Médicos e com autarcas das cidades vizinhas da Maia e Valongo, Rui Moreira sugeriu a “criação de uma rede de desfibrilhadores no espaço público”.

Ao mesmo tempo, o autarca salientou a necessidade de esse projeto conjunto integrar uma vertente de formação, de forma a capacitar os cidadãos a utilizarem aqueles dispositivos médicos.

O Desfibrilhador Automático Externo (DAE) é um equipamento utilizado em paragens cardiorrespiratórias que pode ser utilizado não só por profissionais de saúde, mas por pessoas com formação em suporte básico de vida.

Em resposta, o médico e antigo diretor do INEM do Norte, António Barbosa Ribeiro, salientou que a rede de emergência “já está a trabalhar nesse sentido” e que vários projetos estão já em curso, nomeadamente em espaços públicos.

Tanto o responsável do INEM, como o presidente do conselho de administração do Hospital de São João, Fernando Araújo, e os restantes autarcas presentes, mostraram-se disponíveis para integrar um futuro projeto.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This