13/02/2022 | Lusa, Mundo, Notícias, Política

Nicolás Maduro anuncia nova etapa para “renascimento” do país

O Presidente da Venezuela anunciou no sábado que o país vai iniciar uma nova etapa de oito anos de transição rumo ao socialismo bolivariano, que passa pelo “renascimento” do país, da sua economia e da luta contra “burocratas e corruptos”.

“Vamos ao renascimento da nossa pátria, na íntegra, da Venezuela, da sua economia, cultura, do espírito nacional. […] Chamo os jovens a revolucionar tudo o que houver que revolucionar, a mudar o que houver que mudar. A melhorar tudo e a lutar contra os burocratas e corruptos, estejam eles onde estiveram”, afirmou o presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

Maduro falava em Caracas ao finalizar a “Grande Marcha da Juventude Patriótica”, que assinalou o Dia da Juventude e o 208.º aniversário da Batalha da Vitória, que marcou a luta pela independência da Venezuela.

Na marcha participaram vários milhares de jovens venezuelanos e simpatizantes do ‘chavismo’, que percorreram 14 quilómetros, desde a localidade de Petare (leste de Caracas) até ao centro da cidade, capital do país.

“Chamo-vos a um renascimento […], à nova era de transição para o socialismo bolivariano, ‘indo-latino-americano’. Vocês vão ser os protagonistas desta etapa, rumo a 2030”, disse o chefe de Estado.

Maduro sublinhou ainda que vão ser “oito anos da reta final da [consolidação da] era bolivariana, da nova época de construção, da transição ao socialismo”.

Por outro lado, voltou a condenar as sanções internacionais impostas sobre a Venezuela, vincando que, com a chegada da pandemia da Covid-19, os jovens venezuelanos foram os mais afetados.

“Queriam roubar outra vez o futuro da nossa pátria, com as sanções criminosas, com agressão permanente. […] Se alguém se viu afetado pelas sanções e depois com a pandemia, foram vocês, porque houve que suspender as aulas, a atividade musical cultural e desportiva a zero e a juventude teve de se ‘inventar’ para superar os tempos de pandemia”, disse Maduro, precisando que “já está chegando um tempo melhor”.

Por outro lado, instou os jovens a assumir o compromisso dos “3R.next” (Revisão, Retificação e Reimpulso).

“Não se deixem despolitizar. […] Um povo despolitizado é vítima de manipulação”, sublinhou.

Nicolás Maduro recordou o seu antecessor, Hugo Chávez (1954-2013), que ”se converteu num ‘mito’ mundial da luta pela justiça e pelo socialismo, pelos povos e foi muito atacado em vida”.

“E ainda é atacado por uma esquerda covarde que tem inveja pelo exemplo e legado do comandante Chávez. Uma esquerda covarde que não se atreve a enfrentar o capitalismo e a oligarquia”, frisou.

O Presidente da Venezuela pediu ainda aos jovens venezuelanos que se eduquem e se formem ética e politicamente com “os valores do bolivarianismo, do chavismo, do socialismo do século XXI” e que o ajudem a combater a corrupção, a criminalidade e o burocratismo.

“Perante a corrupção e a putrefação mais revolução, mais revolução e mais revolução”, disse.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This