Bolsa de Lisboa em alta com Galp Energia a subir quase 3%

A bolsa de Lisboa estava hoje em alta, a inverter a tendência da abertura, com as ações da Galp Energia a subirem 2,91% para 11,15 euros

Cerca das 10:15 em Lisboa, o novo índice da bolsa, o PSI, composto agora por 15 empresas, avançava 0,35% para 5,712,66 pontos, com seis ‘papéis’ a subirem, oito a descerem e um a manter a cotação (Navigator em 3,29 euros).

Às ações da Galp Energia seguiam-se as da Greenvolt, NOS e REN, que subiam 1,34% para 6,05 euros, 0,60% para 3,69 euros e 0,56% para 2,69 euros.

Em sentido contrário, as ações que mais caíam eram as dos CTT, Sonae e EDP Renováveis, que recuavam 1,43% para 4,47 euros, 1,24% para 0,99 euros e 1,13% para 22,68 euros.

As ações da Altri e da EDP eram outras das que mais desciam, já que recuavam 0,70% para 5,64 euros e 0,25% para 4,34 euros.

O PSI (Portugal Stock Index) passou hoje a ser o principal índice da Bolsa de Lisboa com uma primeira carteira composta por 15 das 19 empresas que integravam o antecessor PSI20.

As quatro empresas que integravam o PSI20 e não fazem parte do novo índice são a Novabase, a Pharol, a Ramada e a Ibersol.

As principais diferenças do novo índice em relação ao antecessor PSI20 são deixar de ter obrigatoriamente pelo menos 18 empresas cotadas e o limite inferior do ‘free float’ da capitalização bolsista (valor de mercado das ações de uma empresa que estão efetivamente em circulação) das empresas constituintes ter subido para 100 milhões de euros.

Na Europa, as principais bolsas negociavam hoje em alta, enquanto a guerra na Ucrânia se intensifica e o preço do petróleo dispara de novo.

Os principais mercados europeus estavam hoje, 26.º dia do conflito, em baixa, com a esperança de que a Ucrânia e a Rússia cheguem a um acordo a esvanecer-se, depois de a Rússia ter feito um ultimato às forças ucranianas para abandonarem a cidade de Mariúpol, uma proposta que foi rejeitada pelo Governo ucraniano, que a classificou de “delírio”.

Com os investidores a anteciparem um conflito longo, o preço do petróleo Brent, de referência na Europa, subia 3%, acima dos 111 dólares.

Entretanto, o presidente dos EUA, Joe Biden, prepara a sua viagem à Europa desta semana, durante a qual se reunirá com os seus aliados para coordenar os próximos passos a seguir perante a invasão da Ucrânia pela Rússia.

Na agenda macroeconómica, apenas será publicado o índice de preços na produção da Alemanha referente ao mês de fevereiro.

A bolsa de Nova Iorque terminou em alta na sexta-feira, com o Dow Jones a subir 0,80% para 34.754,93 pontos, contra o máximo desde que foi criado em 1896, de 36.799,65 pontos, registado em 04 de janeiro.

O Nasdaq fechou a valorizar-se 2,05% para 13.893,84 pontos, contra o atual máximo, de 16.057,44 pontos, verificado em 16 de novembro.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1059 dólares, contra 1,1051 dólares na sexta-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em maio abriu em alta no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 112,11 dólares, contra 107,93 dólares na sexta-feira.

NR/HN/LUSA

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This