Recondução de Marta Temido na Saúde “é uma pena” – Ordem dos Enfermeiros

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros considerou hoje “uma pena” a recondução de Marta Temido como ministra da Saúde, considerando que, se não mudar de trajetória, “ficará na história como a pior ministra” desta área.

“Vamos continuar a ajudar sempre, mas é uma pessoa que, se não corrigir a trajetória, fica na história como a pior ministra da Saúde”, disse à agência Lusa Ana Rita Cavaco.

Depois de considerar que a recondução de Marta Temido “é uma pena”, a bastonária salientou que, da primeira vez que a ministra foi nomeada, a Ordem dos Enfermeiros (OE) deu o “benefício da dúvida, mas este foi um caminho muito difícil”.

“Foi uma ministra que não fala com ninguém”, salientou Ana Rita Cavaco, ao considerar que Marta Temido “nunca quis discutir o internato da especialidade dos enfermeiros e não foi feita uma única reforma do Serviço Nacional de Saúde” (SNS).

Para a Ana Rita Cavaco Portugal continua com os “piores indicadores no número de enfermeiros”, tendo subido de 6,7 para 7,1 por mil habitantes por causa da pandemia da covid-19, quando a média da OCDE se situa em 8,7.

Para a bastonária, é necessária uma reforma profunda da forma de financiamento do SNS, “que não pode estar centrado nos hospitais”, mas sim nos cuidados de saúde primários e na comunidade.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This