30/03/2022 | Destaques, Nacional, Notícias

Abertas candidaturas para a 4ª edição da Bolsa de Investigação em Mieloma Múltiplo

A Associação Portuguesa Contra a Leucemia (APCL) e a Sociedade Portuguesa de Hematologia (SPH), com o apoio da Amgen Biofarmacêutica lançam a 4ª Edição da Bolsa de Investigação em Mieloma Múltiplo, no valor de vinte mil euros. As candidaturas já estão abertas e devem ser submetidas até 31 de maio.

Esta bolsa visa apoiar a investigação do mieloma múltiplo, uma doença oncológica sem cura e apontada como a segunda neoplasia hematológica mais frequente.

Manuel Abecasis, presidente da APCL afirma-se confiante de que esta nova edição irá contar com projetos inovadores capazes de promover a melhoria da “qualidade de vida e a sobrevivência dos doentes com mieloma múltiplo não só em Portugal, como em todo o mundo”.

Já João Raposo, presidente da SPH destaca que todos os anos são “surpreendidos pelo rigor e excelência dos trabalhos apresentados, tanto nas edições de Mieloma Múltiplo, como para as duas edições em Leucemia Linfocítica Aguda. Portanto, as expetativas para este ano estão altíssimas”.

“Orgulhamo-nos pelo desenvolvimento da 4ª Edição desta Bolsa em parceria com a APCL e com a SPH, iniciativa que promovemos desde 2017. Não só estamos a contribuir para incentivar a produção de I&D nacional, como é mais um passo na nossa missão de apoiar projetos de investigação que contribuam para a melhoria da prática clínica atual e futura, no caso de uma doença oncológica rara, o mieloma múltiplo”, declara Tiago Amieiro, diretor-geral da Amgen.

O Mieloma Múltiplo é a segunda neoplasia hematológica mais frequente com cerca de 539 novos casos por ano. Esta patologia tem uma grande incidência a partir dos 50 anos e apresenta sintomas muito inespecíficos, que são desvalorizados ou confundidos com outras doenças mais comuns.

PR/HN/Vaishaly Camões

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This