Campanha alerta para sinais de escoliose

A campanha “Josephine Explica a Escoliose” alerta para a importância da deteção precoce da escoliose. Ombros desalinhados, desvio da coluna e assimetria dos flancos são alguns dos sinais aos quais os pais e cuidadores devem estar atentos.

“A prioridade deve ser sempre a deteção precoce da doença e a sensibilização das famílias. Ao ser detetado algum dos principais sinais é crucial procurar ajuda junto do médico assistente para que seja realizado o devido e atempado diagnóstico e, caso se justifique, seja adotado o tratamento adequado precocemente”, explica João Lameiras Campagnolo, ortopedista no Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, e coordenador da campanha.

Os especialistas alertam que no caso das crianças e dos adolescentes com antecedentes familiares a urgência é ainda maior.

O objetivo da campanha passa, assim, por “incentivar a realização do diagnóstico precoce, que permite a existência de um melhor acompanhamento e da adoção do melhor tratamento possível”.

A escoliose é a principal deformidade da coluna em crianças e adolescentes. É mais comum a partir dos 10 anos, o que corresponde a uma idade crítica de crescimento, sendo mais frequente no sexo feminino (8 em cada 10 casos dizem respeito a raparigas). Pode ter várias causas, mas na generalidade (70 a 80% dos casos) a causa não é conhecida, designando-se de escoliose idiopática.

Pode afetar 2 a 3% das crianças e jovens, mas são menos de 1% os casos que necessitam de tratamento, que pode incluir, em casos menos graves, o uso de colete de correção ou, em casos mais graves, a cirurgia.

PR/HN/VC

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This