Ana Pina: “A transição digital na saúde permite trazer mais eficiência e acesso aos serviços”

De acordo com a Diretora da Digital Health na Future Healthcare, os benefícios com a transição digital na Saúde “são imensos”, aumentando a eficiência e acesso dos doentes aos cuidados médicos. “Com o fim da pandemia, não surgem dúvidas de que a saúde digital serve para pensarmos novos modelos e caminhos de prestação e acompanhamento do cuidado dos nossos doentes”, afirma.

HealthNews (HN)- Os dispositivos médicos, de apoio à decisão clínica, são cada vez mais sofisticados e tecnológicos. Considera que estamos perante o início de uma nova era na área da saúde?

Ana Pina (AP)- Sim. Embora alguns dispositivos médicos de apoio à decisão clínica já existissem há bastante tempo, temos vindo a assistir ao aparecimento de novos aparelhos de apoio à distância.

 HN- Quais os principais benefícios que identifica da transição digital na saúde? 

AP- Os benefícios são imensos. A transição digital na saúde permite trazer mais eficiência e acesso aos serviços. Como já é sabido não temos serviços de saúde em todo lado e, neste sentido, a transição digital permite aumentar o acesso dos doentes aos cuidados de saúde.

Por outro lado, conseguirmos trazer as pessoas à participação na gestão da sua saúde é muito importante. Acredito que os canais digitais e as ferramentas tecnológicas podem ter um forte contributo na literacia em saúde.

HN- Considera que, em Portugal, os profissionais de saúde estão capacitados para a utilização destes novos equipamentos tecnológicos?

AP- Como qualquer tecnologia, é sempre necessário haver uma formação, mas acredito que todos os médicos estão capacitados para utilizar estes dispositivos. É uma questão de vontade.

HN- Considera que há falta de investimento no que toca ao aproveitamento do desenvolvimento tecnológico no setor da saúde?

AP- Não, pelo contrário. Tem havido nos últimos anos um forte investimento no desenvolvimento tecnológico na saúde. Se me perguntar se precisamos de mais investimento e se há muito para fazer, a resposta é ‘sim’. É preciso que as pessoas percebam o valor da digitalização na saúde.

HN- Com a chegada da pandemia, a tecnologia desempenhou um papel essencial no acompanhamento remoto dos doentes. Qual o impacto das tele e videoconsultas na saúde do doente?

AP- A telemedicina é algo que fazemos desde sempre. É claro que durante a pandemia as teleconsultas foram muito utilizadas devido à dificuldade de garantir os cuidados de saúde de forma presencial.

Com o fim da pandemia, não surgem dúvidas de que a saúde digital serve para pensarmos novos modelos e caminhos de prestação e acompanhamento do cuidado dos nossos doentes.

HN- A Future Healthcare trouxe ao mercado um novo dispositivo médico de vídeo-consulta. O que é que este dispositivo traz de novo?

AP- Lançamos uma solução que permite realizar exames à distância e inclui um dispositivo médico inovador. Este dispositivo permite a auscultação de sons cardíacos, auscultação pulmonar e a auscultação abdominal. Por outro lado, permite a observação do canal auditivo e a observação da garganta. Tem uma câmara com alta qualidade que permite a avaliação da pele, das mucosas, etc.

Entrevista de Vaishaly Camões

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This