Quarentena deixa de ser obrigatória na Áustria para pessoas infetadas com Covid-19

As pessoas que testarem positivo à Covid-19 na Áustria já não terão de cumprir um período de quarentena se não apresentarem sintomas, anunciou esta terça-feira o ministro da Saúde austríaco, Johannes Rauch.

A partir de 01 de agosto, uma pessoa que tenha testado positivo ao novo coronavírus, mas não se sinta doente, será autorizada a sair de casa, mas terá de usar uma máscara FFP2, a menos que esteja ao ar livre não tenha ninguém a menos de dois metros.

Quem estiver infetado não poderá entrar em locais onde seja feito atendimento a pessoas vulneráveis, como hospitais, lares residenciais ou centros para pessoas com deficiência.

Até agora, era exigida uma quarentena de pelo menos cinco dias.

A Covid-19 provocou pelo menos 5.978.400 mortos em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 21.216 pessoas e foram contabilizados 3.337.806 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A variante Ómicron, que se dissemina e sofre mutações rapidamente, tornou-se dominante no mundo desde que foi detetada pela primeira vez, em novembro, na África do Sul.

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This