Especialistas abordam estigmas associados à infeção por vírus Monkeypox

A Sociedade Portuguesa de Literacia em Saúde (SPLS) promove esta quinta-feira uma sessão online focada nos estigmas associados à doença Monkeypox.

A iniciativa junta vários especialistas com o objetivo de discutir a doença e os seus sintomas, os problemas da estigmatização e as consequências na prestação de cuidados médicos, a saúde mental, os medos provocados pelas crises de saúde pública e que estratégias adotar para comunicar com os doentes.

A Presidente da SPLS, Cristina Vaz de Almeida, explica que “a varíola-dos-macacos e a forma como se iniciou a comunicação mundial pode trazer alguns estigmas. Na Sociedade Portuguesa de Literacia em Saúde queremos debater o tema, os sintomas, a doença, mas também a preocupação para uma melhor compreensão da doença na perspetiva de não causar estigma, de ouvir e agir sem preconceitos”.

A SPLS sublinha que o encontro pretende ser um diálogo informal, juntando médicos e ativistas.

Para Susana Ramos, enfermeira e Vice-Presidente da SPLS, “é necessário atender às questões nefastas que o estigma pode provocar na própria segurança dos cuidados e, por isso, é importante abrir ao debate público”.

O evento realiza-se de forma online e é aberto a toda a comunidade.

PR/HN/Vaishaly Camões

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This