A MELHOR HIGIENE ORAL

Inês Mata
Coordenadora do Departamento de Higiene Oral da Clínica Santa Madalena

Uma higiene oral adequada está diretamente ligada a uma correta remoção do biofilme, através da qual é possível prevenir lesões de cárie e doenças periodontais. O método mais utilizado é a escovagem dentária com escova e pasta de dentes

Segundo o barómetro da saúde oral de 2021 da Ordem dos Médicos Dentistas, 76,2% afirma escovar os dentes pelo menos duas vezes por dia. No entanto, a maioria dos pacientes não escova o tempo suficiente, nem aplica a técnica e pressão correta com a escova.

As escovas mais utilizadas são a manual e a elétrica. A escova manual é um dispositivo simples que é facilmente aceite e acessível para a maioria das pessoas. A escova elétrica foi desenvolvida com o objetivo de melhorar e facilitar a higiene oral dos pacientes.

A literatura não tem sido consensual relativamente à escova mais eficaz. Alguns autores referem que não há dados suficientes no que refere à superioridade de uma escova eléctrica quando comparada com outro a escova manual. Isto pode ser explicado pelo facto, de quando avaliamos a eficácia da escovagem, é necessário considerar que, para além das características da escova, a técnica utilizada por cada pessoa também pode influenciar a remoção da placa bacteriana.

Por outro lado, diversos estudos realizados nos últimos três anos, mostram que a escova elétrica é mais eficaz na remoção da placa bacteriana e da gengivite. Elkerbot e colaboradores em 2019 concluíram que a remoção da placa bacteriana é de 42% para a escova de dentes manual e de 46% para a escova de dentes elétrica. E, em 2021, Ccahuana-Vasquez e colaboradores referem que a vibração da escova elétrica reduz significativamente a presença de placa bacteriana e consequentemente, a inflamação gengival, quando comparada com a escova manual.

Ambos são métodos de escovagem eficazes, se utilizados com a técnica de escovagem correta, existindo uma pequena mas significativa diferença nos resultados dos recentes estudos a favor da escova elétrica. Independentemente do modo de ação, a escova elétrica é mais eficaz na redução da placa bacteriana quando comparada à escova manual, sendo que a vibração e o número de movimentos por minuto podem ser uns dos motivos pelos quais esta é mais eficaz.

Vantagens da Escova Elétrica:

  1. Tamanho das cerdas – são menores, o que permite chegar a partes dos dentes que as escovas não conseguem;
  2. Fácil utilização;
  3. Vários modos de escovagem;
  4. Sensor de pressão;
  5. Temporizador;
  6. Lembretes para substituir cabeça da escova (modelos mais recentes).

A escova eléctrica pode ser utilizada por qualquer pessoa, mas normalmente é recomendada para situações específicas, tais como, pacientes com pouca destreza manual, com aparelho ortodônticos e com dificuldades em manter um bom controlo de placa bacteriana, pacientes com sinais de escovagem traumática ou que estejam poucos motivados para os hábitos diários de higiene oral.

Relembre-se que a escolha da escova mais adequada para cada pessoa depende de uma série de fatores, como tal, deve aconselhar-se com o seu higienista/médico dentista sobre qual será a mais indicada para as suas necessidades.

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This