Congresso Nacional de Medicina Interna regressa em outubro

O 28.º Congresso Nacional de Medicina Interna realiza-se em formato híbrido de 2 a 5 de outubro, em Vilamoura, com a organização a cargo do Serviço de Medicina Interna do Hospital da Figueira da Foz.

“É uma honra para o serviço de Medicina Interna de um pequeno hospital poder organizar tão grandioso evento” afirma Amélia Pereira, presidente do congresso.

Para Lèlita Santos, presidente da SPMI, “o Congresso Nacional de Medicina Interna é um momento de atualização científica e discussão de assuntos de interesse para a especialidade incluindo aspetos estruturais e operacionais do SNS, tão importantes no contexto atual”. “Este Congresso, a exemplo de todos os anteriores, tem o sucesso garantido e será mais uma demonstração da importância da Medicina Interna como especialidade estruturante nos hospitais”, acrescentou.

O encontro científico terá como tema “Da nascente à foz: Medicina Interna” e pretende transmitir uma ideia de movimento, crescimento e evolução, que, por analogia com o correr do rio Mondego, mostre o papel do internista no seguimento do doente em toda a sua vida adulta.

Serão debatidos vários temas, grande parte resultado do trabalho desenvolvido ao longo do ano pelos núcleos da sociedade, mas também outros temas científicos que, pela sua atualidade, especificidade ou controvérsia, serão importantes pontos de discussão, partilha e sedimentação de conhecimentos.

Vão decorrer 17 mesas-redondas, seis conferências e diversos Encontros com Especialista, Comunicações Orais e Simpósios. A tarde do terceiro dia do Congresso será dedicada aos Jovens Internistas e aos Orientadores de Formação de Medicina Interna.

“Queremos refletir sobre a importância da Medicina Interna ao longo dos tempos, dentro e fora do Serviço Nacional de Saúde. A Medicina Interna tem tido uma ação central no desenvolvimento, evolução e garantia de padrões de qualidade da atividade assistencial nos hospitais portugueses, mas também na atividade formativa, na análise e reflexão do trabalho realizado através da investigação”, concluiu Amélia Pereira.

As inscrições encerram dia 20 de setembro. Depois, apenas será possível inscrever-se no local.

O programa está disponível aqui.

PR/HN/RA

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share This