Tramadol na lista de substâncias proibidas pela AMA, mas apenas em 2024

A Agência Mundial Antidopagem (AMA) aprovou a integração do tramadol na lista de substâncias proibidas no desporto, opioide utilizado como analgésico, mas apenas a partir de 01 de janeiro de 2024, anunciou hoje o organismo.

O Comité Executivo da AMA aprovou a lista de substâncias proibidas para 2023, na qual ainda não está incluído o tramadol, o que foi justificado com a necessidade de dar tempo aos agentes desportivos para se prepararem para a proibição.

O organismo recordou que o uso de tramadol tem estado a ser monitorizado, que está demonstrado o seu uso em larga escala no desporto e que as investigações financiadas pela AMA confirmaram o potencial para melhorar o desempenho desportivo.

A decisão da AMA surge pouco tempo depois da desclassificação do ciclista colombiano Nairo Quintana na Volta a França de 2022, na qual tinha terminado no sexto lugar, devido ao uso de tramadol, o que levou o atleta a recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

Apesar de ainda não estar na lista de substâncias proibidas da AMA, a utilização de tramadol está proibida pela União Ciclista Internacional (UCI) desde 01 de março de 2019.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Share This