Aníbal Marinho: “É urgente a implementação do rastreio nutricional nos Cuidados de Saúde Primários”

A Associação Portuguesa de Nutrição Entérica e Parentérica alerta que a malnutrição é um problema de saúde pública que “permanece subdiagnosticado e subvalorizado”. Aníbal Marinho refere que o “os números da malnutrição têm crescido diariamente na comunidade, especialmente junto da população idosa”. No âmbito da Semana da Sensibilização para a Malnutrição, o especialista defende a a implementação do rastreio nutricional nos Cuidados de Saúde Primários. 

HealthNews (HN)- Por que é que a malnutrição é considerada um problema de saúde pública? 

Aníbal Marinho (AM)- A malnutrição associada à doença, como sinónimo de défice nutricional relacionado com a presença de doença de fase aguda ou crónica, é um problema de saúde pública porque permanece subdiagnosticado e subvalorizado. Apesar de não conhecermos os números reais deste flagelo, é reconhecido que os números da malnutrição têm crescido diariamente na comunidade, especialmente junto da população idosa que apresenta, na sua maioria, um maior risco de vulnerabilidade nutricional. A atual crise económica vem agravar a premência do debate sobre a malnutrição e a instituição de planos de ação que mitiguem o aumento desta realidade em Portugal.

HN- Quais são os desafios que ainda precisam de ser ultrapassados no combate à malnutrição? 

AM- Desde 2016 que unimos esforços com a campanha internacional Optimal Nutritional Care for All (ONCA), que integra 19 países, na melhoria do rastreio nutricional e no acesso equitativo aos cuidados nutricionais na comunidade em Portugal. Muito foi alcançado, mas ainda temos um longo caminho a percorrer. Temos, já, o rastreio nutricional implementado a nível hospitalar, mas urge a sua implementação nos Cuidados de Saúde Primários, e ao contrário da maioria dos países europeus, a acessibilidade equitativa à nutrição clínica continua, também, por alcançar em Portugal.

HN- Qual é o objetivo da Semana da Sensibilização para a Malnutrição? Que ações integram a campanha #malnutricaozero? 

AM- A Semana da Sensibilização para a Malnutrição em Portugal é uma iniciativa pioneira da Associação Portuguesa de Nutrição Entérica e Parentérica e da campanha ONCA, promovida pela European Nutrition for Health Alliance (ENHA). Pretende-se promover a literacia em saúde de utentes, famílias e cuidadores, dando voz aos doentes nutricionalmente vulneráveis, e em particular à população idosa, sendo um contributo importante para a melhoria da literacia em saúde da nossa população. De 7 a 13 de novembro, celebramos, pelo quarto ano consecutivo, a Semana da Sensibilização para a Malnutrição, com o mote “O direito humano aos cuidados nutricionais”, que conta com o apoio institucional do Ministério da Saúde e o apoio científico da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna, da Sociedade Portuguesa de Cirurgia, da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar e da Associação Portuguesa de Nutrição. Integrada nesta iniciativa irão decorrer diversas atividades ao longo da semana, entre elas, uma Cerimónia Solene no Palácio Nacional de Queluz, com o alto patrocínio da Câmara Municipal de Sintra, e que será transmitida em direto, para todos, no dia 8 de novembro, pelas 16 horas. Esta Cerimónia Solene irá contar com a presença dos mais altos representantes de sociedades médicas nacionais e internacionais, como a FELANPE (Federación Latinoamericana de Terapia Nutricional, Nutrición Clínica y Metabolismo) e a ESPEN (European Society for Clinical Nutrition and Metabolism), que irá lançar a 1.ª edição da “ESPEN Malnutrition Awareness Week”, uma iniciativa pioneira e impulsionada pela excelência da iniciativa criada em Portugal em 2019. Onde teremos a oportunidade de entregar o 20.º Prémio de Nutrição Clínica aos investigadores premiados e iremos oficializar o lançamento do nutritionDay no ambulatório. Através da campanha #malnutriçãozero e da divulgação do vídeo de sensibilização especialmente desenvolvido, esperamos, com a 4.ª Semana da Sensibilização para a Malnutrição, educar para a identificação e tratamento precoces da malnutrição associada à doença, consciencializar os doentes/cuidadores para que possam discutir o seu estado nutricional com o seu médico e sensibilizar todos para o papel fulcral da nutrição clínica na recuperação do doente.

HN- Em que consiste o nutritionDay? 

AM- O nutritionDay é uma iniciativa internacional que existe há 16 anos para melhorar a literacia sobre a malnutrição, nas instituições de saúde, e para otimizar a qualidade dos cuidados nutricionais prestados. Pela primeira vez, o nutritionDay, que irá decorrer a 10 de novembro, vai incluir os Cuidados Saúde Primários e Portugal faz parte do grupo piloto de implementação. Os profissionais de saúde dos Centros de Saúde, de todo o país, que se juntaram a esta iniciativa terão acesso à formação especializada, desenvolvida pelo Grupo de Estudos em Nutrição Clínica para os Cuidados de Saúde Primários da APNEP.

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share This