Prémio de Boas Práticas de Envelhecimento Ativo e Saudável na Região Centro com 11 finalistas

A edição de 2022 do Prémio de Boas Práticas de Envelhecimento Ativo e Saudável na Região Centro tem 11 projetos finalistas, anunciou hoje a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC).

O Prémio de Boas Práticas de Envelhecimento Ativo e Saudável na Região Centro é promovido pela CCDRC, em colaboração com os consórcios Ageing@Coimbra e AgeINfuture.

A CCDRC revelou que “foram admitidas a concurso 130 candidaturas, que traduzem uma grande diversidade institucional, temática e geográfica, sendo 13 da categoria Conhecimento+, 32 da categoria Saúde+ e 85 da categoria Vida+”.

As candidaturas apresentadas, de acordo com a informação, foram promovidas por 113 entidade provenientes de 58 municípios.

“Os vencedores serão revelados no 9º Congresso Envelhecimento Ativo e Saudável da Região Centro, que decorrerá no dia 06 de dezembro de 2022, em Coimbra. Com esta atividade, a CCDRC, no contexto dos seus objetivos de desenvolvimento regional e valorização das dinâmicas territoriais, visa potenciar o reconhecimento e a divulgação dos projetos e iniciativas que promovem o envelhecimento ativo e saudável na região Centro”.

A CCDR Centro esclareceu ainda que, na edição atual, uma das inovações introduzidas ao Prémio foi a divisão da categoria VIDA+ em duas subcategorias: Participação e Aprendizagem”.

“Entendeu-se, assim valorizar o aspeto da aprendizagem na população mais velha, contribuindo também dessa forma para combater o estigma do idadismo”.

Na categoria Conhecimento+, os finalistas são Digital Travel for Senior Citizens: 360° Virtual Tourism (Universidade de Aveiro, Departamento de Comunicação e Arte, DigiMedia); Laboratório do Envelhecimento (Maior Idade – município de Ílhavo) e Plataforma digital de aconselhamento personalizado de atividade física em pessoas com Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) (Instituto Politécnico de Leiria e Universidade de Aveiro).

Já na categoria Saúde+, a CCDR Centro informou que são finalistas a Comissão de Proteção do Idoso em Risco (município de Vila de Rei), Mais Alternativas Sénior (Associação de Bem Estar Social e Recreativa de Alpedriz) e Unidade de Osteoporose do Centro Hospitalar Baixo Vouga (Centro Hospitalar Baixo Vouga).

Na categoria Vida+, foram selecionados os projetos 5.0 – cinco ponto zero: Programa de Capacitação para o Empreendedorismo (Fundação Bissaya Barreto e Instituto Pedro Nunes), Bicicletas dos Sorrisos (Mais Feliz Associação), Círculo de Cuidados (RUDE – Associação de Desenvolvimento Rural), Estou Cãotigo (ABAADV – Associação Beira Aguieira de apoio ao deficiente visual) e Projeto (S)Em Retaguarda (Associação de Promoção Social, Recreativa, Desportiva e Humanitária de Maceira).

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share This