Probabilidade de ter um AVC aumenta a partir dos 55 anos, saiba quais os fatores de risco

De acordo com o presidente da Sociedade Portuguesa do AVC (SPAVC) o risco de sofrer de um acidente cardiovascular aumenta a partir dos 55 anos. O especialista alerta que 90% dos casos estão associados a doenças crónicas e estilos de vida pouco saudáveis.

Citado na nota de imprensa hoje divulgada pela SPAVC, Vítor Tedim Cruz alerta que “o AVC continua a ser a principal causa de morte em Portugal, sendo que, se vivermos tempo suficiente, uma em cada quatro pessoas vão ter um”.

O responsável explicou que “existem alguns fatores de risco que, ao acumularem-se, aumentam a probabilidade de a pessoa ter um AVC a partir dos 55 anos e, em alguns casos, numa idade ainda menor”.

A hipertensão, a baixa atividade física, a alimentação pouco saudável, o excesso de peso, a fibrilação auricular, o tabagismo, o consumo de álcool, o colesterol elevado, a diabetes, a depressão e o stress são apontados como 10 fatores de risco pela Organização Mundial da Saúde.

Apesar de em Portugal a mortalidade por AVC apresentar uma tendência decrescente, os especialistas alertam para a necessidade da prevenção e a importância de saber identificar os principais sintomas do AVC.

A iniciativa FAST Heroes 112 surge como uma resposta a esta necessidade. Através de recursos educativos interativos gratuitos e com a ajuda dos professores portugueses, tem como objetivo educar crianças entre os 5 e os 9 anos e os seus familiares. Pretende-se, assim, que as crianças adquiram competências práticas para salvar vidas de uma forma envolvente e divertida.

PR/HN/VC

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Share This