Começam trabalhos preliminares para estudo sobre sustentabilidade da ADSE

25 de Maio 2023

Os trabalhos preliminares para o estudo sobre a sustentabilidade da ADSE já arrancaram e "muito em breve" será assinado o protocolo com o PlanAPP para o realizar, disse hoje fonte oficial do instituto à Lusa.

O estudo sobre a sustentabilidade da ADSE será realizado pelo PlanAPP – Centro de Competências de Planeamento, de Políticas e de Prospetiva da Administração Pública, disse fonte oficial da ADSE.

“O protocolo será assinado muito em breve, contudo os trabalhos preliminares já foram iniciados”, acrescentou a mesma fonte.

Segundo indicou, o estudo “será a exploração dos dados para análise da evolução da despesa e da receita relativamente à população aderente e a evolução esperada para os próximos cinco anos, podendo ocorrer outras atividades em paralelo, nomeadamente, a realização de inquéritos”.

Numa audição parlamentar, em 02 de maio, a presidente do Conselho Diretivo da ADSE, Maria Manuela Faria, considerou “prematuro” avançar com alterações às regras da ADSE, numa altura em que está a ser feito o plano de sustentabilidade do subsistema de saúde da função pública.

Na terça-feira, a Frente Comum de sindicatos da administração pública anunciou uma concentração para dia 20 de junho, frente à sede da ADSE, em Lisboa, para exigir a redução dos descontos dos trabalhadores para o subsistema de saúde.

“Os trabalhadores pura e simplesmente não aceitam continuar a descontar 3,5% dos seus salários durante 14 meses por ano, quando só podem estar doentes 12, parece-me uma evidência”, disse, em conferência de imprensa, o coordenador da Frente Comum, Sebastião Santana.

A Frente Comum reivindica a redução dos descontos dos atuais 3,5% para 1,5% e de 14 meses para 12 meses.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Luís Montenegro: “Concordo com a necessidade de valorizar a carreira dos bombeiros e estamos a trabalhar nisso”

Hoje, no debate sobre o estado da nação, o primeiro-ministro respondeu a Inês Sousa Real que concorda que é necessário valorizar a carreira dos bombeiros, mas o Governo está “a trabalhar nisso”, e garantiu que não está desatento à violência doméstica, tendo já avançado com um despacho para a criação de um grupo de trabalho “transversal” no âmbito do apoio à vítima.

Utentes do Médio Tejo elogiam nova Unidade Local de Saúde

Os utentes da saúde do Médio Tejo (CUMST) elogiaram na terça-feira os resultados obtidos com a nova Unidade Local de Saúde (ULS), que agrega a gestão dos cuidados primários e hospitalares, tendo defendido a divulgação dos dados do primeiro semestre.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights