Presidente da SPG defende rastreio das doenças do aparelho digestivo a partir dos 45 anos

30 de Maio 2023

O presidente da Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) defendeu esta terça-feira a importância do rastreio das doenças do aparelho digestivo a partir dos 45 anos, sendo a colonoscopia o método mais eficaz para detetar problemas.

Em véspera do Dia Mundial da Saúde Digestiva, Guilherme Macedo alertou para a importância de estilos de vida mais saudáveis, como uma alimentação com mais ingestão de legumes e frutos, exercício regular e ausência ou redução de consumos de tabaco e álcool, a par do rastreio precoce.

A SPG iniciou hoje a campanha “Não empurres a Saúde Digestiva com a barriga”, que decorrerá até ao final de junho, Mês da Saúde Digestiva, para “alertar os portugueses para cuidados a ter com a saúde digestiva, seja pela adoção de comportamentos saudáveis, seja para demonstrar o impacto que as medidas de prevenção têm permitido evitar doenças mais graves”.

Num vídeo associado à campanha e que conta com a intervenção de vários especialistas em gastroenterologia, Guilherme Macedo sublinha que o cancro no intestino em Portugal “mata uma equipa de futebol por dia” e que as doenças do aparelho digestivo afetam mais de 25 mil portugueses e são um problema crescente a nível mundial.

O especialista em gastrenterologia e professor da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto destaca a necessidade de existir no Serviço Nacional de Saúde (SNS) um acesso mais facilitado às consultas de especialidade (é o médico de família que encaminha o doente para esta especialidade, que tem grandes períodos de espera) e sobretudo aos exames de diagnóstico e às modalidades de tratamento que os médicos propõem.

O especialista sublinha que através da colonoscopia, além de se poder detetar algum problema de doenças inflamatórias do intestino, é também possível remover pólipos e fazer biopsias.

Na edição deste ano do Mês da Saúde Digestiva, iniciativa de responsabilidade social corporativa a SPG vai sair à rua para perguntar aos portugueses o que sabem sobre Saúde Digestiva, sobre a especialidade de Gastrenterologia, sobre o aparelho digestivo e outras questões relacionadas com exames de prevenção.

Paralelamente estará também disponível um ‘vídeocast’, Aqui, para amostra de que muito há ainda para aprender sobre a Saúde Digestiva.

Com a campanha, a SPG pretende “recordar aos portugueses a relevância que a Saúde Digestiva tem na qualidade de vida e reforçar a mensagem de que todos devem estar atentos para a prevenção de doenças do aparelho digestivo que se não forem atempadamente sinalizadas poderão tornar-se em problemas graves, como é, por exemplo, o caso do cancro do intestino ou das hepatites”.

Para reforçar esta temática, a SPG junta-se à RunPorto, entidade organizadora de eventos desportivos, para promover em 18 de junho, em Gaia, uma minicorrida de sete quilómetros, cuja inscrição deve ser feita através da sociedade.

A SPG sugere ainda a consulta da página da edição 2023 do Mês da Saúde Digestiva, disponível Aqui.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Escutismo e Enfermagem: a semente que deu fruto

Lara Cunha, Enfermeira Especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica, Research Fellow na Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra

Prémio de Investigação Noémia Afonso recebe trabalhos até 31 de julho

O Prémio de Investigação Noémia Afonso, promovido pela Sociedade Portuguesa de Senologia (SPS), anunciou a extensão do prazo de envio dos trabalhos até 31 de julho de 2024. A iniciativa tem como objetivo incentivar a cultura científica e fomentar a investigação clínica na área do cancro da mama.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights