Sindicato Nacional dos Enfermeiros manifestou descontentamento com silêncio do governo em relação a reivindicações

18 de Novembro 2023

O Sindicato Nacional dos Enfermeiros (SNE) manifestou o seu desapontamento e estranheza diante do silêncio do governo em relação às suas reivindicações. Mesmo após duas formas de protesto com considerável impacto no funcionamento do Serviço Nacional de Saúde (SNS), como a Greve Nacional dos Enfermeiros, convocada para o dia 20 de novembro de 2023 pelo SNE, e a Greve às Horas Extraordinárias dos Enfermeiros, até as 0h de 25 de novembro de 2023.

Emanuel Boieiro, Presidente da Direção do SNE, expressou sua consternação: “Infelizmente, não há disposição política para corrigir as injustiças e revisar a carreira e os salários dos Enfermeiros no SNS. É lamentável e revelador de menosprezo que o Ministro da Saúde, Dr. Manuel Pizarro, não tenha demonstrado disponibilidade para reunir com os Enfermeiros em 14 meses de mandato”, em comunicado enviado hoje às redações.

O sindicato afirmou que continuará os contatos semanais com os grupos parlamentares e busca uma audiência urgente com o Presidente da República, Prof. Dr. Marcelo Rebelo de Sousa, nas próximas semanas.

Hoje, 18 de novembro de 2023, o SNE solicitou uma reunião ao Presidente do PSD, Dr. Luís Montenegro, e aos candidatos a Secretário-Geral do PS, Dr. Pedro Nuno Santos e Dr. José Luís Carneiro, na tentativa de compreender a estratégia proposta para o SNS e os Enfermeiros nos próximos 4 anos. Eles buscam conhecer as medidas planejadas para corrigir situações de injustiça, baixos salários, emigração, trabalho extraordinário, exaustão, desrespeito e discriminação salarial enfrentados pelos Enfermeiros nos últimos 9 anos, após seu contributo inestimável durante os períodos desafiadores da pandemia por COVID-19.

O Sindicato Nacional dos Enfermeiros reitera o apelo a todos os cidadãos para se unirem na defesa da saúde e na valorização dos Enfermeiros, visando um SNS de qualidade.

NR/SNE/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Serviços de urgência a funcionar com limitações na próxima semana

Trinta e três serviços de urgência em todo o país vão estar a funcionar com limitações na próxima semana, verificando-se uma “melhoria real” nas especialidades com constrangimentos, indicou hoje a Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE-SNS).

João Emílio Cardoso: “Há farmacêuticos residentes que estão a ser utilizados como força de trabalho”

As dificuldades sentidas pelos residentes farmacêuticos residentes são sobreponíveis às dos internos, quem o diz é o Membro da Comissão Instaladora da Associação Portuguesa dos Farmacêuticos Residentes (APFR). Segundo João Emílio Cardoso, há locais onde estes profissionais “estão a ser utilizados como força de trabalho”. “Vemos com preocupação estas situações, até porque não temos, em Portugal, um corpo de farmacêuticos especialistas que possam suprir essas faltas”, afirmou. 

Açores investiu 17 ME nas carreiras do setor da saúde

O Governo dos Açores investiu cerca de 17 milhões de euros, até 30 de novembro deste ano, na valorização das carreiras dos profissionais de saúde, anunciou hoje a secretária regional da Saúde, Mónica Seidi.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights