Dadores de órgãos aumentaram 17,9% em 2023

21 de Maio 2024

Portugal registou um total de 375 dadores de órgãos em 2023, um crescimento de 17,9% em comparação com o ano anterior, anunciou hoje o Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST).

Em comunicado, o IPST anunciou que “foram colhidos 1.066 órgãos, mais 172 que em 2022, foram transplantados 963 órgãos, mais 128 que em 2022, e mais 68 que em 2017, que tinha sido até agora o melhor ano em atividade de transplantação”.

“Este crescimento significativo demonstra bem o empenho e a dedicação de todas as equipas médicas, dos profissionais de saúde e das organizações envolvidas neste processo”, salienta o IPST.

O Instituto destaca ainda o aumento de 15,3% da taxa de transplantação, realçando os transplantes pancreático, renal e pulmonar, com estes dois últimos a atingir o máximo histórico de atividade.

Observando “resultados notáveis” em 2023, o instituto lembra também que a colheita e a transplantação de córneas registaram aumentos de 61,5% e 69,7%, respetivamente.

O IPST lembra a importância da colaboração entre hospitais, profissionais de saúde, a sociedade em geral e as forças de segurança e militares, considerando que os resultados hoje apresentados “são fruto de um esforço coletivo e da generosidade dos dadores e das suas famílias”.

LUSA/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Luís Montenegro: “Concordo com a necessidade de valorizar a carreira dos bombeiros e estamos a trabalhar nisso”

Hoje, no debate sobre o estado da nação, o primeiro-ministro respondeu a Inês Sousa Real que concorda que é necessário valorizar a carreira dos bombeiros, mas o Governo está “a trabalhar nisso”, e garantiu que não está desatento à violência doméstica, tendo já avançado com um despacho para a criação de um grupo de trabalho “transversal” no âmbito do apoio à vítima.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights