Governo dos Açores inaugura obras de requalificação da Unidade de Saúde da ilha do Corvo

24 de Junho 2024

O presidente do Governo Regional dos Açores (PSD/CDS-PP/PPM), José Manuel Bolieiro, vai inaugurar na quinta-feira as obras de requalificação da Unidade de Saúde do Corvo, no âmbito de uma visita estatutária à ilha mais pequena do arquipélago.

Segundo a agenda da visita, a que a agência Lusa teve acesso, José Manuel Bolieiro presidirá à cerimónia inaugural, agendada para as 10:15 locais (11:15 em Lisboa) de quinta-feira, acompanhado pela secretária Regional da Saúde e Segurança Social, Mónica Seidi, e pela secretária Regional do Turismo Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral.

Em 09 de dezembro de 2022, o presidente do Governo dos Açores assinou as consignações para obras de cerca de um milhão de euros na escola e unidade de saúde da ilha do Corvo, criticando a herança deixada pelo anterior executivo do PS.

“São obras de requalificação e de ampliação porque era inaceitável, no caso da escola não ter uma cantina, como também eram graves as infiltrações e a necessidade de ampliação do edifício da unidade de saúde de ilha”, declarou na altura José Manuel Bolieiro aos jornalistas.

A visita estatutária do executivo açoriano à ilha do Corvo começa na tarde de quarta-feira com uma reunião do Governo Regional com o presidente da Câmara Municipal do Corvo, José Manuel Silva (PS), no edifício dos Paços do Concelho, pelas 15:30.

Após a reunião na autarquia, o executivo dos Açores reunirá, pelas 17:15, com o Conselho de Ilha do Corvo, no pavilhão da Escola Básica e Secundária Mouzinho da Silveira.

Na quinta-feira, segundo e último dia da visita estatutária, entre as 09:00 e as 10:00 decorrerá uma reunião do Conselho do Governo, no pavilhão da Escola Básica e Secundária Mouzinho da Silveira.

Neste dia, para além da inauguração da empreitada de requalificação da Unidade de Saúde da Ilha do Corvo, o presidente do Governo Regional presidirá, pelas 11:15, à inauguração da requalificação de espaço público e construção da Casa da Vigia – Ecomuseu do Corvo, acompanhado pela secretária Regional da Educação, Cultura e Desporto, Sofia Ribeiro, pela titular da pasta do Turismo Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral, e pelo secretário Regional do Ambiente e Ação Climática, Alonso Miguel.

Ainda durante a manhã de quinta-feira, o secretário Regional da Agricultura e Alimentação, António Ventura, reúne-se com a Cooperativa Agrícola do Corvo, enquanto o secretário Regional do Mar e das Pescas, Mário Rui Pinho, terá um encontro com a Associação de Pescadores da Ilha do Corvo e a secretária Regional da Saúde e Segurança Social, Mónica Seidi, visitará a Santa Casa da Misericórdia.

A visita do Governo Regional à ilha do Corvo termina com a leitura do comunicado do Conselho do Governo, pelas 11:45, no pavilhão da Escola Básica e Secundária Mouzinho da Silveira.

Segundo o Estatuto dos Açores, o Governo Regional tem de visitar cada uma das ilhas do arquipélago pelo menos uma vez por ano, com a obrigação de reunir o Conselho do Governo na ilha visitada.

NR/HN/Lusa

 

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Expansão do modelo ULS

Fernando Araújo é um dos autores de um artigo publicado na revista “Frontiers in Public Health”, em maio deste ano, que explica a história e perspetiva o futuro do modelo ULS.

Cérebro humano consegue distinguir vozes deepfake de vozes reais

Os nossos cérebros processam vozes naturais e vozes deepfake de forma diferente? Pesquisas realizadas na Universidade de Zurique indicam que sim. Num novo estudo, investigadores identificaram duas regiões cerebrais que respondem de maneira distinta a vozes naturais e a vozes deepfake.

Solidão e problemas de saúde mental estão interligados

Os resultados de um estudo realizado por investigadores da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia (NTNU), da Universidade de Oslo, da UiT Universidade do Ártico da Noruega, da OsloMet, do Hospital Universitário de Oslo e do Hospital Innlandet e publicados na BJPsych Open, mostram que pessoas solitárias têm maior probabilidade de tomar medicação para depressão, psicose e outros distúrbios mentais.

Pressão arterial elevada associada a pior cognição em adolescentes

Adolescentes com pressão arterial elevada e rigidez arterial podem experienciar funções cognitivas mais fracas, de acordo com um estudo recente finlandês realizado por investigadores das universidades de Jyväskylä e de Eastern Finland, ambas na Finlândia.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights