Futuros nutricionistas enfrentam “tubarões” no Teatro Thalia

25 de Junho 2024

A NOVA Medical School vai trazer para a academia o conhecido modelo de captação de negócio 'Shark Tank', dia 28 de junho no Teatro Thalia, em Lisboa, proporcionando uma plataforma para os alunos finalistas da Licenciatura em Ciências da Nutrição se apresentarem ao mercado de trabalho.

Nutrition Shark Tank visa representar um ambiente onde o conhecimento académico se irá transformar em propostas tangíveis e inovadoras. Um palco onde os recém-licenciados terão a oportunidade de apresentar projetos visionários com soluções para diferentes problemáticas na área da saúde a uma audiência de potenciais empregadores e possíveis investidores. Inspirado no formato popular do programa televisivo já existente, este evento destacará o espírito empreendedor dos licenciados.

Desenhado em parceria com o Health Economics & Management Knowledge Center da Nova SBE, o “Nutrition Shark Tank” é um modelo inovador que contará com a presença de “tubarões” do mundo empresarial, como a CUF, Nestlé, Eurest, Super Bock, Diaverum, SLB, Abbott, Sonae, Jerónimo Martins, FIPA, Sumol Compal, entre outras. Estes especialistas irão avaliar os projetos apresentados por seis grupos de alunos, envolvendo um total de 15 finalistas. Os projetos serão colocados à prova pelo painel de tubarões, cabendo a nomeação de melhor pitch ao público presente.

“Esta iniciativa da NOVA Medical School, desenvolvida em parceria com a Nova SBE, reflete o compromisso de ambas as instituições com a inovação e a excelência académica e o posicionamento de ambas as escolas com a sociedade e, em particular, ecossistema de saúde. O evento não só destaca as competências nas áreas da inovação adquiridas ao longo da formação, mas prepara os estudantes para os desafios reais que irão enfrentar no mundo do trabalho. Desde o primeiro ano em que apresentámos os licenciados em Ciências da Nutrição fizemos questão de ter formatos que fortaleçam a ligação entre a academia e o mercado de trabalho. Ambicionamos que estes jovens, que a NOVA Medical School está a entregar ao mercado de trabalho, se possam posicionar como líderes emergentes no campo da nutrição”, afirma Conceição Calhau, coordenadora da Licenciatura em Ciências da Nutrição, da NOVA Medical School.

“Como ensino universitário público, devolvemos à sociedade cidadãos melhores, mais humanos, mais atentos, mais capazes e com o espírito de fazerem parte de soluções. Estes nossos licenciados, estamos certos, terão um papel de relevo na sociedade”, acrescenta.

“O ‘Nutrition Shark Tank’ simboliza a nossa visão de um ensino que vai além das salas de aula e que oferece aos alunos a oportunidade de transformar ideias em soluções concretas. Esta parceria entre a Nova SBE e a NOVA Medical School é um passo importante para fortalecer a ligação entre a academia e o mercado, promovendo, assim, o sucesso dos nossos futuros profissionais”, comenta Nádia Ahmad, diretora executiva do Health Economics & Management Knowledge Center da Nova SBE.

Já em anos anteriores, o modelo de apresentação dos licenciados ao mercado de trabalho contou com possíveis empregadores presentes e resultou em várias contratações pelas empresas, nomeadamente Nestlé, Eurest e Diaverum.

O evento será apresentado por Conceição Calhau, professora catedrática da NOVA Medical School, e Pedro Pita Barros, professor catedrático da Nova SBE.

PR/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Expansão do modelo ULS

Fernando Araújo é um dos autores de um artigo publicado na revista “Frontiers in Public Health”, em maio deste ano, que explica a história e perspetiva o futuro do modelo ULS.

Cérebro humano consegue distinguir vozes deepfake de vozes reais

Os nossos cérebros processam vozes naturais e vozes deepfake de forma diferente? Pesquisas realizadas na Universidade de Zurique indicam que sim. Num novo estudo, investigadores identificaram duas regiões cerebrais que respondem de maneira distinta a vozes naturais e a vozes deepfake.

Solidão e problemas de saúde mental estão interligados

Os resultados de um estudo realizado por investigadores da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia (NTNU), da Universidade de Oslo, da UiT Universidade do Ártico da Noruega, da OsloMet, do Hospital Universitário de Oslo e do Hospital Innlandet e publicados na BJPsych Open, mostram que pessoas solitárias têm maior probabilidade de tomar medicação para depressão, psicose e outros distúrbios mentais.

Pressão arterial elevada associada a pior cognição em adolescentes

Adolescentes com pressão arterial elevada e rigidez arterial podem experienciar funções cognitivas mais fracas, de acordo com um estudo recente finlandês realizado por investigadores das universidades de Jyväskylä e de Eastern Finland, ambas na Finlândia.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights