Utentes podem consultar urgências disponíveis em mapa interativo no portal do SNS

25 de Junho 2024

Os utentes podem consultar, a partir de hoje, os serviços de urgência disponíveis nos próximos sete dias através de uma página interativa no portal do Serviço Nacional de Saúde (SNS), anunciou a Direção Executiva do SNS.

Em comunicado, a direção executiva adiantou que esta ferramenta integra, de forma automática, os horários das urgências que constam do Sistema Integrado de Informação de Prestadores para os próximos sete dias e está acessível no endereço https://www.sns.gov.pt/servicos-de-urgencia-sns/.

“Isto significa que a informação disponibilizada é obtida a partir da plataforma onde os hospitais carregam e atualizam de forma permanente as suas escalas de pessoal para as urgências, que é a mesma que serve para a referenciação dos utentes através da Linha SNS 24 (808 24 24 24)”, explicou a direção executiva.

De acordo com o comunicado, os utentes podem fazer a pesquisa por tipologia de urgência, por região, por unidade local de saúde e por unidade de saúde e “saberem, de forma rápida e intuitiva, quais são os hospitais mais próximos e que estão acessíveis”.

A direção executiva adiantou que estes dados serão atualizados de hora a hora, fornecendo aos utentes a resposta de cada hospital e do SNS ao nível dos seus serviços de urgência.

A Direção Executiva do SNS salientou ainda que o plano para o verão “está a ser cumprido” ao nível das urgências de obstetrícia/ginecologia, que, na região de Lisboa e Vale do Tejo, a que tem apresentado mais dificuldades de escalas nas últimas semanas, estão a funcionar em rede, de forma a “garantir-se sempre a resposta assistencial”.

Este plano para as urgências de obstetrícia/ginecologia foi acordado entre o Ministério da Saúde, os diretores clínicos e os presidentes dos conselhos de administração dos hospitais envolvidos, refere.

Nas últimas duas semanas, o Ministério da Saúde publicou o mapa de serviços de urgência abertos, com constrangimentos e fechados para os dias seguintes, com os maiores constrangimentos de escalas de profissionais de saúde a verificarem-se em Lisboa e Vale do Tejo nas áreas da obstetrícia e pediatria.

NR/HN/Lusa

 

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Expansão do modelo ULS

Fernando Araújo é um dos autores de um artigo publicado na revista “Frontiers in Public Health”, em maio deste ano, que explica a história e perspetiva o futuro do modelo ULS.

Cérebro humano consegue distinguir vozes deepfake de vozes reais

Os nossos cérebros processam vozes naturais e vozes deepfake de forma diferente? Pesquisas realizadas na Universidade de Zurique indicam que sim. Num novo estudo, investigadores identificaram duas regiões cerebrais que respondem de maneira distinta a vozes naturais e a vozes deepfake.

Solidão e problemas de saúde mental estão interligados

Os resultados de um estudo realizado por investigadores da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia (NTNU), da Universidade de Oslo, da UiT Universidade do Ártico da Noruega, da OsloMet, do Hospital Universitário de Oslo e do Hospital Innlandet e publicados na BJPsych Open, mostram que pessoas solitárias têm maior probabilidade de tomar medicação para depressão, psicose e outros distúrbios mentais.

Pressão arterial elevada associada a pior cognição em adolescentes

Adolescentes com pressão arterial elevada e rigidez arterial podem experienciar funções cognitivas mais fracas, de acordo com um estudo recente finlandês realizado por investigadores das universidades de Jyväskylä e de Eastern Finland, ambas na Finlândia.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights