Realizados mais de 6 mil testes em profissionais de lares – Governo

20 de Abril 2020

Lisboa, 20 abr 2020 (Lusa) – A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social revelou hoje que já foram realizados mais de seis mil testes à covid-19 a profissionais dos lares, um programa desenvolvido em todo o país com a colaboração de universidades e politécnicos [...]

Lisboa, 20 abr 2020 (Lusa) – A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social revelou hoje que já foram realizados mais de seis mil testes à covid-19 a profissionais dos lares, um programa desenvolvido em todo o país com a colaboração de universidades e politécnicos.

No final de uma visita ao Laboratório Militar de Produtos Químicos e Farmacêuticos, em Lisboa, de onde saiu um carregamento de material de proteção com destino precisamente aos lares, Ana Mendes Godinho foi questionada sobre o programa preventivo de realização dos testes nos lares “precisamente para isolar casos de profissionais que dessem positivo” e assim diminuir o risco de contágio.

“O programa está em curso. Neste momento já temos mais de seis mil testes realizados em profissionais dos lares”, revelou.

De acordo com a ministra, a prioridade é testar profissionais e utentes que tenham sintomas em lares que “ainda não tenha havido situações de infeção”, precisamente para tentar “prevenir e minimizar o risco de contágio”, o que “neste momento está a acontecer em todo o país”.

“Neste momento temos já 17 universidades, politécnicos, laboratórios e hospitais envolvidos para responder às várias necessidades e está a ser feito numa grande colaboração entre as CIM [Comunidades Intermunicipais], Segurança Social, saúde, Proteção Civil e as câmaras”, elencou.

Este programa de testes, na perspetiva de Ana Mendes Godinho, “está a ser feito em todo o país através desta colaboração inédita feita entre várias universidades e politécnicos”, estando também o Laboratório Militar de Produtos Químicos e Farmacêuticos envolvido.

“Esta semana vou estar em Coimbra e na Covilhã, que também passam a aderir ao programa. As universidades e os politécnicos responderam a esta grande necessidade e estão a ser uns parceiros essenciais neste programa”, elogiou.

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 165 mil mortos e infetou quase 2,5 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 537 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 735 pessoas das 20.863 registadas como infetadas, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

JF // ACL

Lusa/fim

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Obesidade e Cancro: Investir em saúde, para poupar na doença

Prof. Dr. Gil Faria: Cirurgião especialista em Cirurgia da Obesidade e Metabolismo; Coordenador dos Centros de Tratamento da Obesidade do Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, e do Grupo Trofa Saúde; Professor da FMUP; Investigador clínico na área da Cirurgia Metabólica e Obesidade

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights