Detidas 83 pessoas durante terceiro período do estado de emergência

26 de Abril 2020

Lisboa, 26 abr 2020 (Lusa) – A PSP e GNR detiveram até hoje 83 pessoas pelo crime de desobediência e encerraram 187 estabelecimentos comerciais desde o início do terceiro período do estado de emergência, a 18 de abril, indicou o Ministério da Administração Interna.

Lisboa, 26 abr 2020 (Lusa) – A PSP e GNR detiveram até hoje 83 pessoas pelo crime de desobediência e encerraram 187 estabelecimentos comerciais desde o início do terceiro período do estado de emergência, a 18 de abril, indicou o Ministério da Administração Interna.

Desde que foi decretado o estado de emergência, em 22 de março, devido à pandemia de covid-19, que as forças de segurança detiveram um total de 375 pessoas e encerraram 2.327 estabelecimentos comerciais por incumprimento das normas.

Em comunicado, o Ministério da Administração Interna (MAI) refere que, entre as 00:00 de 18 de abril e as 17:00 de hoje, foram detidas 83 pessoas pelo crime de desobediência, 29 das quais por desobediência à obrigação de confinamento obrigatório, 39 por desobediência ao dever geral de recolhimento domiciliário, cinco por desobediência ao encerramento de instalações e estabelecimentos e uma por desobediência às regras de funcionamento do comércio a retalho.

O MAI acrescenta que foram também feitas três detenções por desobediência às regras de funcionamento na prestação de serviços e seis por resistência e coação.

O MAI dá igualmente conta que, durante o mesmo período, foram encerrados 187 estabelecimentos por incumprimento das normas estabelecidas.

Os dados divulgados pelo ministério tutelado por Eduardo Cabrita dizem respeito ao terceiro período do estado de emergência decretado para combater a pandemia de covid-19, que começou a 18 de abril e termina em 02 maio.

O MAI sublinha que a estes números hoje divulgados juntam-se as 108 detenções por crime de desobediência e o encerramento de 1.708 estabelecimentos comerciais durante o primeiro período do estado de emergência, de 22 de março a 02 de abril, e as 184 detenções e os 432 estabelecimentos encerrados no segundo período, que decorreu entre 03 e 17 de abril.

Durante o terceiro período do estado de emergência, a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP) continuam a desenvolver uma “intensa atividade de sensibilização, vigilância e fiscalização junto da população”.

O Ministério da Administração Interna insiste ainda no cumprimento rigoroso das medidas impostas pelo estado de emergência, “perante a imperiosa necessidade de todos contribuírem para conter o contágio da covid-19”.

Os últimos dados da Direção-Geral da Saúde indicam que Portugal contabiliza 903 mortos associados à covid-19 em 23.864 casos confirmados de infeção.

Lusa/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

APDI dedica mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII)

A APDI – Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino, colite ulcerosa, doença de Crohn está a dedicar, mais uma vez, o mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII) seguindo as indicações da EFFCA – Federação Europeia das  Associações de Doença de Crohn e Colite Ulcerosa que neste ano de 2024 escolheu como mote “A  DII não tem fronteiras”.

Nuno Jacinto: “A Medicina Geral e Familiar tem um papel central em todos os sistemas de saúde”

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) reforçou a importância da especialidade na promoção da saúde e prevenção da doença. No âmbito do Dia Mundial do Médico de Família, Nuno Jacinto falou ao HealthNews sobre os constragimentos que estes profissionais de saúde enfrentam e dos desafios que os cuidados de saúde primários enfrentam em Portugal.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights