Leite de vaca é prejudicial à saúde? Não há evidência científica

30 de Março 2022

Quem se manifesta contra o consumo de leite de vaca em idade adulta apresenta vários argumentos: não é suposto um mamífero continuar a beber leite depois de criança; o leite de vaca é destinado aos vitelos; ou o leite causa várias doenças

Ao longo dos anos têm vindo a ser realizados vários estudos sobre o impacto do leite na saúde. Em 2019, uma meta-análise – artigo que compara os resultados de diferentes estudos – analisou os efeitos do leite na saúde e encontrou provas de que o consumo de laticínios tem mais benefícios do que riscos para a saúde.

A investigação identificou “evidências convincentes e prováveis da redução de risco de cancro colorretal, hipertensão e doença cardiovascular, tensão arterial elevada e enfarte fatal”. Além disso, o artigo avança ainda a “possível redução do risco de cancro da mama, síndrome metabólico, enfarte e diabetes de tipo2”. Por outro lado, é referida a existência de uma relação entre o leite e o “aumento do risco do cancro da próstata e da doença de Parkinson”.

Sobre a referência ao cancro da próstata, trata-se de “um risco aumentado de 3%”, explicou ao Polígrafo o nutricionista Vítor Hugo Teixeira, também professor na Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto. O especialista destaca ainda que o consumo de leite “diminui 17% o risco de se desenvolver cancro do cólon. Os autores do referido artigo afirmam que “os lacticínios podem fazer parte de uma dieta saudável”, mas sublinham a necessidade de fazer mais estudos sobre o assunto.

Em 2015, um grupo de investigadores analisou os estudos que referiam a relação entre o consumo de leite e a mortalidade por todas as causas ou associada a doenças cardiovasculares e cancro. Porém, “não observaram uma associação consistente entre o consumo de leite e a mortalidade de todas as causas ou de causa específica”.

Existem muitos mitos sobre o consumo de leite e lacticínios. Algumas publicações afirmam que este alimento provoca um conjunto de doenças, mas essa informação é falsa. O consumo de leite nas quantidades recomendadas não causa doenças. Poderá haver pessoas que são intolerantes à lactose – uma substância presente no leite – ou que têm alergia à proteína do leite. Nesses casos, deverá procurar aconselhamento médico para encontrar um alimento que substitua o valor nutricional do leite.

Os lacticínios são um dos grupos que compõe a roda dos alimentos. Neste grupo poderá encontrar alimentos com características semelhantes a nível da composição nutricional, tal como o queijo, os iogurtes, o requeijão, entre outros. Estes alimentos deverão fazer parte de uma alimentação equilibrada e variada.

 

Texto publicado ao abrigo da parceria entre a plataforma de Fact Checking Viral-Check e o Heathnews.pt

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Álcool mata 2,6 milhões de pessoas por ano

O álcool mata 2,6 milhões de pessoas por ano, alertou hoje a Organização Mundial da Saúde (OMS), considerando que este número permanece “inaceitavelmente elevado”, apesar da descida ligeira que tem registado nos últimos anos.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights