Mortes passam barreira dos 170 mil e mais de 2,5 milhões de infetados no mundo

21 de Abril 2020

Paris, 21 de abr 2020 (Lusa) – A pandemia do novo coronavírus matou 174.001 pessoas e infetou mais de 2,5 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo um balanço da agência AFP, às 19:00 GMT de hoje, baseado em dados oficiais dos países.

Paris, 21 de abr 2020 (Lusa) – A pandemia do novo coronavírus matou 174.001 pessoas e infetou mais de 2,5 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo um balanço da agência AFP, às 19:00 GMT de hoje, baseado em dados oficiais dos países.

De acordo com os dados recolhidos pela agência noticiosa francesa, até às 19:00 TMG (20:00 de Lisboa) de hoje, 2.525.240 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados em 193 países e territórios desde o início da epidemia, em dezembro passado, na China.

Contudo, a AFP alerta que o número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do número real de infeções, já que um grande número de países está a testar apenas os casos que requerem tratamento hospitalar. Entre esses casos, pelo menos 567.400 são considerados curados.

Desde a contagem feita às 19:00 TMG de segunda-feira, foram registadas 5.244 novas mortes e 68.529 novos casos de infeção em todo o mundo.

Os países com mais mortes nas últimas 24 horas são os Estados Unidos, com 1.106 mortes, o Reino Unido (828) e a Itália (534).

Os Estados Unidos, que tiveram a sua primeira morte ligada ao coronavírus no final de fevereiro, são os países mais afetados em termos de número de óbitos e de casos, com 43.200 mortes em 804.194 casos, numa altura em que 73.533 pessoas foram declaradas curadas pelas autoridades norte-americanas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são a Itália, com 24.648 mortes, em 183.957 casos, a Espanha, com 21.282 óbitos (204.178 casos), a França, com 20.796 mortes (158.050 casos) e o Reino Unido, com 17.337 mortes (129.044 casos).

A China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau), onde a epidemia começou no final de dezembro, na província de Wuhan, contabilizou oficialmente um total de 82.758 casos (11 novos entre segunda-feira e hoje), incluindo 4.632 mortes (0 novas) e 77.123 curas.

A Europa totalizava às 19:00 GMT de hoje  109.381 mortes, para 1.234.340 casos, os Estados Unidos e o Canadá 44.982 mortes (841.584 casos), a Ásia 7.191 mortes (174.020 casos) e o Médio Oriente 5.784 mortes (133.221 casos), a América Latina e Caribe 5.377 mortes (109.739 casos), África 1.195 mortes (24.409 casos) e a Oceânia 91 mortes (7.927 casos).

Esta avaliação foi realizada usando dados coletados pelos escritórios da AFP das autoridades nacionais competentes e informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em Portugal, registaram-se até hoje 762 mortes associadas à covid-19 e 21.379 pessoas infetadas, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Portugal é o 16.º país do mundo com mais mortos e infetados, segundo dados oficiais.

Lusa/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

APDI dedica mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII)

A APDI – Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino, colite ulcerosa, doença de Crohn está a dedicar, mais uma vez, o mês de maio à consciencialização para a Doença Inflamatória do Intestino (DII) seguindo as indicações da EFFCA – Federação Europeia das  Associações de Doença de Crohn e Colite Ulcerosa que neste ano de 2024 escolheu como mote “A  DII não tem fronteiras”.

Nuno Jacinto: “A Medicina Geral e Familiar tem um papel central em todos os sistemas de saúde”

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) reforçou a importância da especialidade na promoção da saúde e prevenção da doença. No âmbito do Dia Mundial do Médico de Família, Nuno Jacinto falou ao HealthNews sobre os constragimentos que estes profissionais de saúde enfrentam e dos desafios que os cuidados de saúde primários enfrentam em Portugal.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights