Testes a 20 mil profissionais de lares no Norte concluídos em duas semanas

21 de Abril 2020

Viana do Castelo, 21 abr 2020 (Lusa) - O secretário de Estado da Mobilidade, coordenador regional Norte da covid-19, disse hoje que em duas semanas ficará concluída a realização de testes de diagnóstico aos 20 mil profissionais das estruturas de apoio aos idosos na região Norte.

Viana do Castelo, 21 abr 2020 (Lusa) – O secretário de Estado da Mobilidade, coordenador regional Norte da covid-19, disse hoje que em duas semanas ficará concluída a realização de testes de diagnóstico aos 20 mil profissionais das estruturas de apoio aos idosos na região Norte.

“Neste momento, de acordo com o cronograma que temos, em duas semanas todos os testes para todos os profissionais da região norte serão realizados. É este o compromisso. É este que vai ser cumprido”, afirmou Eduardo Pinheiro, referindo que só na segunda-feira foram realizados “mais de mil”.

O governante, que falava aos jornalistas à margem de uma visita ao Centro de Acolhimento Temporário do Distrito de Viana do Castelo, instalado na Pousada da Juventude da capital do Alto Minho e que está preparado para receber os utentes de lares infetados com covid-19, disse que foi essa a prioridade estabelecida pela Governo.

“O compromisso é relativamente aos profissionais e aos utentes com sintomas. São os profissionais que entram e saem da instituição. Não são os idosos. É aqui que temos de garantir que não há contágio”, referiu.

Segundo Eduardo Pinheiro, o universo de profissionais das estruturas de apoio aos idosos na região Norte é de 20 mil e de mais de 25 mil utentes.

“A prioridade que foi sempre comunicada foi a dos profissionais porque é aí que está o maior risco de contágio. Depois temos o universo de mais de 25 mil utentes. Se avançássemos, ao mesmo tempo, para todos a garantia é que não conseguiríamos realizar os testes em tempo. O que interessa é começar e fechar este ciclo rapidamente”, especificou.

Lusa/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

Os enfermeiros (também) são cientistas

Lara Cunha: Enfermeira Especialista em Enfermagem Médico-cirúrgica; Research Fellow na Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra

49% das deslocações forçadas no mundo ocorrem em África

Conflitos, alterações climáticas, pobreza extrema e insegurança alimentar fazem disparar deslocações forçadas no continente africano e irão obrigar mais de 65 milhões de pessoas a fugir das suas casas até ao final de 2024. Subfinanciamento surge como principal ameaça à ajuda humanitária.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights