Número de mortes em África sobe para 1.374

26 de Abril 2020

Redação, 26 abr 2020 (Lusa) - O número de mortes provocadas pela covid-19 em África subiu para 1.374 nas últimas horas, com 30.329 casos da doença registados em 52 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

Redação, 26 abr 2020 (Lusa) – O número de mortes provocadas pela covid-19 em África subiu para 1.374 nas últimas horas, com 30.329 casos da doença registados em 52 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nas últimas 24 horas, o número de mortos subiu de 1.331 para 1.374, enquanto as infeções aumentaram de 29.053 para 30.329.

O número total de doentes recuperados subiu de 8.364 para 8.409.

O norte de África mantém-se como a região mais afetada pela doença, com 12.479 casos, 926 mortos e 3.361 doentes recuperados.

Na África Ocidental, há registo de 7.373 infeções, 185 mortos e 2.283 doentes recuperados.

A África Austral contabiliza 100 mortos, em 4.696 casos de covid-19 e 1.553 doentes recuperados.

A pandemia afeta 52 dos 55 países e territórios de África, com cinco países – África do Sul, Argélia, Egito, Marrocos e Camarões – a concentrarem cerca de metade das infeções pelo novo coronavírus e mais de dois terços das mortes associadas à doença.

O Egito regista 4.319 infetados e 307 mortos, a África do Sul conta 4.361 doentes infetados e 86 mortos, enquanto Marrocos totaliza 3.897 casos e 159 vítimas mortais e os Camarões contabilizam 53 mortos e 1.489 infetados.

O maior número de vítimas mortais regista-se na Argélia: 419 mortos, em 3.256 doentes infetados.

Entre os países africanos lusófonos, Cabo Verde lidera em número de infeções, com 90 casos, e mantém uma morte registada.

A Guiné-Bissau mantém 52 casos de infeção pelo novo coronavírus e Moçambique tem 70 casos declarados da doença.

Angola mantém 25 casos confirmados de covid-19 e dois mortos e São Tomé e Príncipe, o último país africano de língua portuguesa a detetar a doença no seu território, mantém o registo de sete casos positivos.

A Guiné Equatorial, que integra a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), mantém 214 casos positivos de infeção e um morto, segundo o África CDC.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 200.000 mortes e infetou mais de 2,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Perto de 800.000 doentes foram considerados curados.

Lusa/HN

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMAS

FNAM aponta quatro prioridades para reunião com o Governo

A presidente da Federação Nacional dos Médicos (FNAM) identificou hoje os salários, as 35 horas semanais, a integração dos médicos internos na carreira e as progressões como prioridades para o encontro da próxima sexta-feira com o Governo.

ULS de Braga certifica mais 35 profissionais no âmbito do Programa Qualifica AP

A Unidade Local de Saúde de Braga (ULS de Braga) finalizou, esta semana, o processo de certificação de mais 35 profissionais, no âmbito do Programa Qualifica AP, uma iniciativa desenvolvida em parceria com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), através do Centro Qualifica AP.

MAIS LIDAS

Share This
Verified by MonsterInsights